RGE investe quase R$ 1,5 milhão em programa de eficiência energética em Santo Ângelo

Em Santo Ângelo foram substituídas 1.340 lâmpadas de vapor de sódio por unidades de LED

373 0

A RGE, distribuidora do Grupo CPFL Energia, investiu no primeiro semestre de 2021 em Programas de Eficiência Energética regulados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Em Santo Ângelo foram quase R$ 1,5 milhão na substituição de 1.340 lâmpadas de vapor de sódio por unidades de LED.  

Implantação de lâmpadas de LED na zona urbana de Santo Ângelo - Foto Fernando Gomes
Implantação de lâmpadas de LED na zona urbana de Santo Ângelo – Foto Fernando Gomes

As lâmpadas de LED são até 80% mais econômicas do que as lâmpadas antigas e duram cerca de três vezes mais. A RGE estima que o município de Santo Ângelo tenha economia de R$ 347 mil ao ano com as contas de energia em função do novo sistema de iluminação. Isso se deve a 420,96 MWh/ano de energia economizada e uma redução na demanda de ponta de 99,71 kW.

“O Valor Compartilhado de investimento da RGE chega a R$ 31 milhões em todo o estado e faz parte dos pilares da CPFL Energia. Investimos em projetos que beneficiam todos os setores, mas priorizamos os que mais necessitam, principalmente neste momento de pandemia, como hospitais e comunidades de baixa renda”, afirma Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.

Os R$ 31 milhões investidos foram para o financiamento da execução de 40 projetos de Eficiência Energética, que beneficiarão diretamente a população, por meio de iniciativas como RGE nos Hospitais, RGE nas Escolas, Iluminação Pública e Projetos de Baixa Renda, que atendem comunidades de maior vulnerabilidade social. A iniciativa beneficiará diretamente mais de 113 mil clientes da área de concessão. Fora aqueles que usufruirão de ruas mais iluminadas, industrias mais eficientes e hospitais com mais saúde financeira.

Os recursos dos Programas de Eficiência Energética provêm do valor arrecadado nas contas de energia elétrica, seguindo determinações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Esses recursos voltam para a sociedade por meio de projetos que buscam a promoção da eficiência energética e da preservação dos recursos, evitando o desperdício.


Sobre a RGE – Responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no Rio Grande do Sul e atender 3 milhões de clientes em 381 municípios gaúchos, a RGE é hoje a maior distribuidora da CPFL Energia em extensão territorial e número de cidades atendidas. A área de concessão da companhia, que é resultado do agrupamento das distribuidoras RGE e RGE Sul, realizado em janeiro de 2019, totaliza 189 mil km² de extensão, abrangendo as áreas urbanas e rurais das regiões Metropolitana, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do estado.

Os investimentos realizados pela RGE contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de locais de fundamental importância para a economia do estado, que vão desde fortes polos turísticos, agrícolas e pecuários, até grandes centros industriais e comerciais, trazendo mais bem-estar, conforto e infraestrutura para a vida de 7,4 milhões de gaúchos.

Neste artigo

Participe da conversa