Agaves no canteiro do expedicionário

Uma espécie de agave se destaca na Praça Pinheiro Machado e aparenta estar bem adaptada ao microclima deste espaço urbano. Localizada em meia sombra compõe o canteiro onde...

97 0
Monumento ao Expedicionário na Praça Pinheiro Machado
Monumento ao Expedicionário na Praça Pinheiro Machado

Uma espécie de agave se destaca na Praça Pinheiro Machado e aparenta estar bem adaptada ao microclima deste espaço urbano. Localizada em meia sombra compõe o canteiro onde está fixado o monumento ao expedicionário, esta planta que compõe a flora do lugar, está parcialmente exposta ao sol e também não está totalmente sujeita as formações de geada, ou seja, protegida pelo urbanismo do lugar.

Com nome popular de Agave Dragão ou Pescoço de Cisne é originária do México e mesmo com o frio do nosso inverno, que nesta semana alcançou temperaturas próximas de 0°C, está saudável neste espaço público de Santo Ângelo.

O monumento ao expedicionário foi inaugurado nesta mesma praça em 1982. No ano de 2005 foi transferido para a Av. Venâncio Aires em frente ao Quartel do 1º Batalhão de Comunicações do Exército Brasileiro, mas em 21 de novembro de 2015 retornou para o centro histórico do município.

Vale lembrar que foi no ano de 2010 a praça foi reinaugurada com o atual projeto urbanístico.

O lago que ainda ornamenta a praça, embora tenha passado por modificações foi implantado em 1963, no ano de 1996 a praça passou por uma reforma que retirou um muro que dividia as duas faces da praça e formava o chamado largo cívico. Em 1996 foi então colocadas grades no entorno do lago para evitar a fuga dos jacarés que viviam ali e criado o conceito de museu a céu aberto, no qual as pedras que pertenceram à antiga redução foram expostas na praça.

Edição e Foto – Marcos Demeneghi

Neste artigo

Participe da conversa