As águas de inverno em Santo Ângelo

Este inverno, além de frio, está se mostrando bastante úmido. O Sistema HIDRO de Telemetria da Agência Nacional de Águas divulga, armazena e interpreta os dados das chuvas...

107 0
Av. Salgado Filho - A foto mostra a quantidade de água que passou pela Av. Salgado Filho no dia 17 de junho em momento de chuva intensa. Essa água vai para os córregos e rios que compõem a bacia do Rio Ijuí.
Av. Salgado Filho – A foto mostra a quantidade de água que passou pela Av. Salgado Filho no dia 17 de junho em momento de chuva intensa. Essa água vai para os córregos e rios que compõem a bacia do Rio Ijuí.

Este inverno, além de frio, está se mostrando bastante úmido. O Sistema HIDRO de Telemetria da Agência Nacional de Águas divulga, armazena e interpreta os dados das chuvas e níveis das bacias hidrográficas brasileiras, inclusive mantém um banco de dados alimentado por uma estação de medição localizada no Rio Ijuí, próximo da ponte de divisa com Santo Ângelo.

Deste modo, foi possível detectar que as chuvas de 2022 já permitiram a alteração do leito do Rio Ijuí em duas datas, quando o rio saiu do seu leito normal. A primeira delas foi constatada no início do mês de maio, quando alcançou, na estação de medição localizada em Entre-Ijuís a altura de 4,36 metros, o normal do rio neste local é permanecer abaixo de 1,5 metros. Outro pico foi registrado no início de junho, quando alcançou 4,29 metros. Este segundo pico foi no dia 01 de junho.

De um modo geral, desde o mês de março, o volume de chuva está mantendo uma vasão do Rio Ijuí superior aos demais meses do ano. Analisando os últimos quatro anos o Rio Ijuí teve alta superior as registradas neste ano, somente em outubro de 2019, quando atingiu a marca de 4,67 metros neste mesmo local.

GST-Grafico_75230000_SANTO_ANGELO__20220621142151 (Copy)
Gráfico que mostra o nível do Rio Ijuí no período de 01/01/2022 até 21/06/2022
Neste artigo

Participe da conversa