Trezentas pessoas com dengue em Santo Ângelo

Santo Ângelo tem trezentos casos confirmados de dengue e autoridades de saúde pedem para a população auxiliar no combate aos focos do mosquito. As equipes de combate à...

126 0

Santo Ângelo tem trezentos casos confirmados de dengue e autoridades de saúde pedem para a população auxiliar no combate aos focos do mosquito.

As equipes de combate à dengue da Vigilância Ambiental e da Vigilância Sanitária da prefeitura continuam com ações de eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, com varredura e eliminação de criadouros e o recolhimento de pneus, durante a visita de fiscalização e orientação em residências dos bairros Piratini, Nova, José Alcebíades de Oliveira e João Goulart.

De acordo com o último boletim da 12ª CRS, até a noite da quinta-feira (14), o município registrava 300 casos confirmados de dengue e são 512 casos na região das Missões.

Relatório regional de infectados com dengue

O secretário de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, reforça que para evitar a doença é fundamental ações de eliminação dos focos e estar atento para o surgimento dos primeiros sintomas da doença. “Estamos numa região endêmica para a dengue e todo o cuidado deve ser tomado. Mesmo com todas as ações que estão sendo realizadas pelo poder público, é importante estar consciente que cada um deve fazer a sua parte, eliminando possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, vetor da doença, limpando os pátios e eliminando locais onde possa haver água parada”, disse.

O secretário de Saúde alerta que a participação da população é essencial. “Precisamos urgentemente da participação da população para eliminação dos focos, acabando com o ciclo de proliferação. Este hábito deve ser diário, independente da estação do ano”, disse.

A coordenadora da Vigilância Ambiental de Santo Ângelo, Selenir Arruda, explica que em algumas áreas do município, onde foram encontrados focos do mosquito Aedes aegipty, houve a aplicação do fumacê. “Neste final de semana estaremos trabalhando nos bairros Dido e Leonel Brizola, além de atender a mais de 30 denúncias feitas pela comunidade santo-angelense”, disse.

Foto - Rodrigo Bergsleithner
Foto – Rodrigo Bergsleithner
Neste artigo

Participe da conversa