Ligações clandestinas

As equipes da RGE realizaram, no primeiro semestre deste ano, 1.128 inspeções na rede elétrica de Santo Ângelo para identificar adulterações e conexões clandestinas, os populares gatos.

344 0

As equipes da RGE realizaram, no primeiro semestre deste ano, 1.128 inspeções na rede elétrica de Santo Ângelo para identificar adulterações e conexões clandestinas, os populares gatos. Deste total, 163 ligações apresentaram algum tipo de problema.A energia recuperada entre janeiro e junho no município chega a 216,13 MWh, o suficiente para abastecer 120 residências por um ano. Essas inspeções são feitas para evitar problemas na rede de distribuição de energia elétrica e garantir a segurança da população. O foco das ações, contínuas em todas as distribuidoras do Grupo CPFL Energia, é evitar acidentes com as ligações precárias e que não observam os padrões e normas técnicas. As fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção.
A RGE tem atuado em parceria com o poder público para coibir estas práticas, inclusive com a intensificação das ações conjuntas com a Polícia Civil gaúcha.
Para identificar os fraudadores, além das inspeções de campo, os profissionais trabalham com o cruzamento de dados de consumo e inteligência artificial.
Rastrear e fazer o desligamento dessas ligações clandestinas é uma questão de segurança para a população. Também ajuda a evitar curtos-circuitos que afetam a rede e que, em muitos casos, provocam o desligamento e a queima de equipamentos e eletrodomésticos de ruas inteiras, além do risco de incêndio de imóveis destas localidades.
Para evitar que acidentes envolvendo a rede elétrica ocorram, são desenvolvidas campanhas de alerta e orientações. Desde o começo de 2019 está em andamento à campanha “Guardião da Vida”.
Denúncias de furtos de energia podem ser feitas pelo endereço: servicosonline.cpfl.com.br/agencia-webapp/#/denuncia-furto.

Fios ociosos da rede de comunicação (12) (Copy)

Imagem ilustrativa.

Neste artigo

Participe da conversa