A história da Xuxa é só um exemplo

Conheça um exemplo de amor incondicional aos felinos

648 0

Xuxa foi abandonada no porão de uma casa e naquela ocasião o branco da pelagem estava irreconhecível, assim como ela outros 36 felinos já foram, e, ainda são acolhidos, cuidados, tratados e alimentados por Jussara. São gatos de todas as raças, cores, alguns deficientes, outros estavam doentes, ou simplesmente abandonados. São reconhecidos e chamados pelo nome, Tigrino, Pantera, Loren, Branca, Jeniffer, Amarelinho, Manchinha…
Há 25 anos esta voluntária trabalha em prol dos gatos anonimamente e seu trabalho é reconhecido pelos amigos, que contribuem com a ração e a areia para manter tudo limpo e higienizado. Inclusive uma estudiosa, especialista em gatos, ajuda diagnosticar os problemas de saúde de seus felinos.
O número de gatos acolhidos está em função da quantidade de pessoas que os abandonam, muitas vezes estão despreparadas para cuidar de um animal, além disso, quando procriam, os filhotes são abandonados em lugares menos habitados da cidade. Quem decide acolher arca com um ónus de cuidar e ainda recebe o preconceito que surge desta atitude.
A história da Jussara é real e assim como ela, existem outros acolhedores de felinos, quase sempre anônimos e a atitude revela amor incondicional, pois a própria característica de independência dos gatos exige desapego. Ela chegou a possuir 47 gatos e sempre que percebe alguém disposto a adotar, não mede esforços para ajudar.
Mas Jussara também é apenas um exemplo, pois existem outras pessoas que realizam este trabalho com a mesma dedicação, possuem histórias fantásticas envolvendo a adoção de felinos e uma relação de amor incondicional.

IMG_7287 (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa