Escultura de Santo Isidoro Lavrador pode ser uma joia da arte sacra barroca Jesuítico-Guarani

Escultura jesuítica em madeira, representando Santo Isidoro Lavrador, é doada por uma família santo-angelense ao acervo do Museu Municipal José Olavo Machado e passa a estar em exposição...

4155 0

Uma escultura jesuítica em madeira, representando Santo Isidoro Lavrador, é doada por uma família santo-angelense ao acervo do Museu Municipal José Olavo Machado e passa a estar em exposição pública permanente na sala Missioneira

Imagem esculpida em madeira ha cerca de 300 anos - A peça pesa 29 kg e tem 1,31m. Foi encontrada por uma família moradora de Eugênio de Castro em meados de 1900
Imagem esculpida em madeira ha cerca de 300 anos – A peça pesa 29 kg e tem 1,31m. Foi encontrada por uma família moradora de Eugênio de Castro em meados de 1900

A peça que pesa 29 kg e tem 1,31m foi encontrada por uma família moradora de Eugênio de Castro em meados de 1900, agora, passou por uma análise de reconhecimento das características e foi detectado que se trata de uma escultura de arte sacra barroca produzida na região das Missões há cerca de 300 anos.

O Dr. Professor Edison Hüttner, pesquisador do assunto, esteve no ato de revelação da peça em Santo Ângelo, realizado na segunda-feira, dia 18 e falou que se trata de uma joia da arte missioneira, a identificação da autenticidade se dá, primeiramente, por distinguir das esculturas sacras Luso-Brasileiras, depois disso, são analisadas aspectos como tipo de indumentária que permitiu identificar que é um Santo Isidoro Lavrador. É avaliado ainda o tipo de policromia utilizada em sua confecção, os traços característicos dos olhos, cabelos, barba, orelha a base onde está esculpida, entre outras características.

O pesquisador afirma que o processo de produção Jesuítico/Guarani emprestava características próprias a essas esculturas e tudo indica que pode ser uma obra orientada ou do próprio José Brasanelli. Jesuíta com formação em escultura e arquitetura em Roma, que aos 37 anos é encontrado na redução de São Borja.

Antes de ficar exposta no Museu José Olavo Machado em Santo Ângelo, essa imagem foi encontrada por volta do ano de 1900 por Bernardino Telles Teixeira, enquanto cultivava a lavoura na cidade de Eugênio de Castro, inspirou e movimentou ações de fé durante todos estes anos, somente quando a matriarca da família faleceu, os demais familiares decidiram doar ao acervo municipal para que fosse conhecida e apreciada por mais pessoas.

Na década de 40 a imagem foi recebida de herança por Anadilha Teixeira Cardoso. Em meados de 1993, Maria Cardoso de Oliveira torna-se a herdeira da escultura, compartilhada com os demais filhos do casal: Eloá Cardoso de Moura, Santa Margarida Lopes da Cruz e Antônio Dirceu Lopes Cardoso. Em 2015, a escultura ficou sob a responsabilidade de Maria de Oliveira.

Neste último período a imagem ficou guardada em sua residência na cidade de Santo Ângelo, junto ao bairro São Carlos.

Após diálogos do neto de Anadilha e Manoel, o senhor Antonio Carlos Lopes Cardoso (hoje servidor público municipal na Secretaria de Meio Ambiente), intermediou com seus familiares a doação da referida peça ao Museu Histórico das Missões.

O trabalho de pesquisa tem como referência a PUCRS – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e foi feita no Laboratório de Pesquisas arqueológicas, Grupo de Arte Sacra Jeuítico-Guarani e Luso Brasileiro. Linha de pesquisa: Simbologia e Arte Sacra Jesuítico-Guarani. Foi orientada pelo Prof. Dr. Édson Hüttner e realizada pelo Me. Douglas Barbosa Pinto de Moura, pelo tecnólogo, membro da família e intermediador da doação, Antônio Carlos Lopes Cardoso e o Dr. Eder Abreu Hüttner.

Edição – Marcos Demeneghi | Jornalista

Antonio Cardoso, Edison Hüttner e Douglas Barbosa
Antonio Cardoso, Edison Hüttner e Douglas Barbosa

Santo Isidoro Lavrador no Museu José Olavo Machado (7) (Copy)

Junto a representação de Santo Isidoro Lavrador, o pesquisador José Roberto Oliveira.
Junto a representação de Santo Isidoro Lavrador, o pesquisador José Roberto Oliveira.

Santo Isidoro Lavrador no Museu José Olavo Machado (2) (Copy)

Santo Isidoro e ao fundo o pesquisador Edison Hüttner

Neste artigo

Participe da conversa