Duas quedas d’água no Itaquarinchim

A busca pelas quedas d’água que compõe o território de Santo Ângelo resgata a história das turbinas e dos moinhos que surgiram nas margens do Itaquarinchim. Tecnologias de...

1020 0

Além da turbina que foi usada pela família Fungheto no Bairro Kurtz, que alias, ainda está instalada na área próxima da Cascata, existem ruínas de outros dois mecanismos similares, e, até mesmo, um moinho com boa parte dos equipamentos preservados. Mobiliário que ajuda contar a história dos colonizadores e agricultores regionais. Mas, sobretudo, demonstra como o arroio itaqurinchim influenciou nas práticas industriais das gerações anteriores.

 

Osvaldo Funghetto junto a turbina que movia o moinho da família até o ano de 2012
Osvaldo Funghetto junto a turbina que movia o moinho da família até o ano de 2012

O Moinho Funghetto era um negocio de moagem de grão mantido pelo Sr. Osvaldo até o ano de 2012, quando, questões comerciais de preço e a escala de produção não permitiram mais o funcionamento da indústria. Pouco restou do moinho, mas a turbina está preservada na área que pertence à família.

Funghetto conhece detalhes do funcionamento das turbinas, relembra como trabalhavam para manter o mecanismo alimentado pela força da água e ainda conta que obras de urbanismo mudaram o curso do Arroio Itaquarinchim. Ele conta que até mesmo dinamites foram utilizados para moldar o curso no rio na área da cascata, pedras foram implodidas e modificaram o desenho e altura da queda d’água, na opinião dele, antes disso, era mais bonita que o atual formato.

A segunda cascata

Queda d'água no Arroio Intaquarinchim, interior de Santo Ângelo - Foto Marcos Demeneghi
Queda d’água no Arroio Intaquarinchim, interior de Santo Ângelo – Foto Marcos Demeneghi

A estrada que dá acesso à barca dos Gadriel, interior de Santo Ângelo, é margeada por dois vales, pois a esquerda está o rio Itaquarinchim e a direita o Rio Ijuí, uma geografia singular e morada do Sr. Paulo Adão Juswiak, instalado há 55 anos no local.

Poucas pessoas conhecem aquela região da cidade como Paulo Juswiak, é no limite da sua propriedade que o arroio cruza e revela uma queda d’agua. Não tem a mesma altura da cascata do Bairro Kurtz, mas é fonte de inspiração para os poucos moradores que conhecem suas características, Paulo Juswiak conta histórias de pescaria, banhos e também dos mecanismos que movimtavam os moinhos de moradores como do Sr. Ivo Boss e Luis Poermer que, no século passado, mantinham moagem de grão e até um alambique movido com a força das águas do Itaquarinchim e das turbinas.

Moinho antigo (Copy)
Antigo Moinho no Rincão dos Gabriel em Santo Ângelo // Foto – Marcos Demeneghi

IMG_5537 (Copy) Moinho antigo - Turbina (Copy) Moinho antigo 2 (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa