O sistema de saúde mostra os primeiros sinais de esgotamento em Santo Ângelo

Número de óbitos registrados entre os dias 28 e 30 de maio surpreendeu os santo-angelenses. Nestes três dias, ocorreram 11 mortes no hospital Santo Ângelo e a pandemia...

329 0

Número de óbitos registrados entre os dias 28 e 30 de maio surpreendeu os santo-angelenses. Nestes três dias, ocorreram 11 mortes no hospital Santo Ângelo e a pandemia alcançou o maior número de casos ativos desde o início no município

Jornal Rascunho 8

Embora a administração do hospital tenha informado que ninguém deixou de ser atendido e que as 11 mortes ocorridas em apenas três dias estão em função da agressividade do vírus, os dados acendem o sinal de alerta, pois o número de internados está em seu mais alto índice, além de que o banco de sangue está com estoques muito baixos.

Além disso, o hospital emitiu um comunicado, no qual, a partir do dia 1º de junho, a visita dos familiares das pessoas internadas está restrito e a medida estaria em função da preservação da saúde e do bem estar da comunidade.

A curva de internações começo a subir, mais efetivamente, no dia 23 de maio. Confira a progressão no número de internados, que continua com os índices mais altos desde o início da pandemia em Santo Ângelo.

No dia 9 de maio haviam 30 pessoas internadas na ala covid-19, dia 14 (38 pessoas), dia 19, (53 pessoas), no dia 28 (67 pessoas), no dia 2 de junho já são 70 internados na ala covid. Confira no gráfico o comparativo.

Neste artigo

Participe da conversa