A volta dos padres jesuítas para as missões

Assume oficialmente no dia 24 de outubro a paróquia São Miguel o Padre Jesuíta Dionísio Körbes.

2830 0

O Padre Jesuíta Dionísio Körbes, SJ, assume oficialmente a Paroquia São Miguel no município de São Miguel das Missões no dia 24 de outubro e juntamente com o Irmão Celso Schneider deve iniciar um trabalho de resgate das raízes jesuíticas nestas localidades. O Bispo Dom Liro Vendelino confirmou a informação do retorno dos Jesuítas e mencionou sobre o resgate do espírito Missionário nesta região, que possui raízes históricas ligadas a atuação dos Jesuítas no Brasil.

Padre Dionísio Körbes

Padre Dionísio Korbes.
Padre Dionísio Korbes.

Padre Dionísio Körbes, tem 64 anos, ingressou na Companhia de Jesus em 1976 e foi ordenado padre em 1985. Bacharel em Filosofia e Ciências Sociais pela Unisinos – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, em São Leopoldo (RS), e, em Teologia, pela FAJE, em Belo Horizonte (MG), assumiu, em 2018, o cargo de Superior do Núcleo Apostólico Oeste Catarinense (SC) e Oeste Paranaense (PR). O jesuíta já atuou como reitor do Noviciado Paulo Apóstolo, em Cascavel (PR), e pároco da Paróquia de São Pedro Canísio, em Itapiranga (SC).

Companhia de Jesus: A ordem dos jesuítas

A Companhia de Jesus a Ordem dos Jesuítas, foi fundada pelo basco Inácio de Loyola em 1540. Em 470 anos de história o trabalho desta congregação destaca-se pelo trabalho missionário, indo às fronteiras das dificuldades sociais.

Os primeiros jesuítas desembarcaram no Brasil, liderados por Manuel da Nóbrega, em 1549. Vindos com Tomé de Sousa, primeiro governador-geral do Brasil Colônia, os religiosos foram pioneiros no trabalho de educação dos descendentes de portugueses e nativos. Entre os jesuítas ilustres que atuaram aqui, estão os padres José de Anchieta e Antônio Vieira.

Com marcante influência histórica e social no país, a Companhia de Jesus esteve à frente da fundação de escolas, igrejas e cidades. Os padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, por exemplo, foram os responsáveis pela criação do Colégio de São Paulo de Piratininga (hoje Pateo do Collegio), que deu origem à cidade de São Paulo. Hoje, são mais de 500 jesuítas atuando em todos os estados brasileiros, nas áreas Educação, Social, Espiritualidade, Serviço da Fé, Juventude e Vocacional, entre outras.

Neste artigo

Participe da conversa