Falsários atuam na região e no estado com envio de cédulas pelos Correios

Jovem é pego em flagrante ao receber, pelos Correios, dez notas de 100 reais falsas. O fato foi monitorado pela Polícia Federal de Santo Ângelo que atuou para...

741 0

Jovem é pego em flagrante ao receber, pelos Correios, dez notas de 100 reais falsas. O fato foi monitorado pela Polícia Federal de Santo Ângelo que atuou para coibir essa transação. As cédulas falsas chegaram no final da última semana e foram negociadas por aplicativo de mensagens. A diligência da Polícia Federal de Santo Ângelo foi realizada no município de Horizontina/RS

Foto - Polícia Federal (ilustração do fato ocorrido no início de 2023
Foto – Polícia Federal (ilustração do fato ocorrido no início de 2023

Além destas 10 notas de R$ 100 falsas aprendidas em Horizontina, outro episódio semelhante ocorreu em janeiro deste ano no município de Giruá. Quando notas falsas, igualmente enviadas por meio dos Correios, foram apreendidas. Nessa ocasião, um jovem foi preso em flagrante ao receber a encomenda vinda em três envelopes.

Em Giruá o receptor foi abordado pelos policiais federais. O valor total contabilizado em notas falsas foi de R$ 3 mil, entre cédulas de R$ 100,00 e de R$ 50,00 – todas com indícios de falsidade, especialmente a numeração repetida.

Ainda no Rio Grande do Sul, no mês de maio, a operação Denaruis ocorreu para prender emissários de notas fasas. Quando foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Passo Fundo.

Esses mandados decorreram de investigações que envolvem fatos e grupos criminosos distintos, dois deles relacionados ao envio de cédulas falsas através dos Correios e o terceiro com a aquisição de bens com o pagamento em notas falsas.

Um dos grupos criminosos, através de perfis falsos, efetuava negociações de aparelhos eletrônicos, principalmente smartphones, e posteriormente adquiria as mercadorias com notas falsas. A investigação teve início com a ocorrência registrada pela vítima de um dos crimes.

Nas outras duas investigações, três indivíduos são suspeitos de adquirirem cédulas falsas enviadas através dos Correios com o fim de, posteriormente, repassá-las ao comércio da região. As investigações tiveram início a partir de remessas de cédulas falsas interceptadas em agências dos Correios.

Os crimes apurados nesta etapa da Operação Denarius são a falsificação de moeda, introdução em circulação de moeda falsa e associação criminosa. Os grupos investigados também possuem ligação com o tráfico de drogas.

Edição – Marcos Demeneghi com informações da Polícia Federal

Neste artigo

Participe da conversa