Santo Ângelo será o ponto de chegada de roteiro turístico internacional

Doze peregrinos partem nesta quinta-feira dia 12 da Argentina e percorrerão 410 quilômetros, durante 18 dias. A Chegada na Capital das Missões será dia 29 de outubro, no...

153 0
Chegada da caminhada será no Largo da Catedral Angelopolitana
Chegada da caminhada será no Largo da Catedral Angelopolitana

Santo Ângelo é o ponto de chegada para doze peregrinos, que percorrerão a primeira caminhada experimental internacional do roteiro Caminho das Missões Jesuítico-Guarani, completando um percurso de 410 quilômetros, durante 18 dias, entre Argentina e Brasil. Os peregrinos sairão nesta quinta-feira da cidade de Corpus, na argentina, localizada na fronteira com o Paraguai. A chegada em Santo Ângelo será no dia 29 de outubro, no largo de Catedral Angelopolitana.
O roteiro está sendo idealizado pela Operadora de Turismo Caminho das Missões e sendo preparada uma programação diferenciada que ainda está sendo discutida, para a chegada dos peregrinos na Capital das Missões.
Para tratar da organização de um evento diferenciado e marcar a chegada dos caminhantes no próximo dia 29, o prefeito em exercício Bruno Hesse, o secretário de Turismo, Esporte, Lazer e Juventude Vando Ribeiro de Souza e a secretário de Cultura Neusa Cavalheiro, receberam no Gabinete do Executivo a operadora de Turismo Marta Benatti, o secretário-executivo da FUNMISSÕES Marcos Mattos e a promotora cultural Odila Motta. A reunião deu início às tratativas para a recepção dos peregrinos, com a mobilização de todos os setores da comunidade santo-angelense e regional na programação que será oficializada nos próximos dias. Estão previstos a realização de shows e celebração de missa do encontro com o Anjo da Guarda.
Para o prefeito em exercício Bruno Hesse, Santo Ângelo e as Missões vivem um momento ímpar para o setor do turismo, ganhando destaque no cenário brasileiro e mundial graças aos últimos acontecimentos com a difusão da Rota Jesuítica – Circuito Internacional das Missões, com a participação do Papa Francisco e angariando espaços nobres na grande mídia nacional. “Os olhos do Brasil e do mundo estão voltados para este roteiro. Somos a Compostela do Brasil e precisamos preparar um grande evento para o fim desta caminhada, pois o mundo voltará seus olhos para Santo Ângelo”, afirmou Hesse.
A Rota Jesuítica envolve Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia, e tem como finalidade a integração dos povos que congregam as Missões Jesuíticas, para a formação de um circuito internacional consolidado como única Nação Missioneira, resgatando a história e refazendo os caminhos percorridos por índios e jesuítas.
Marta Benatti diz que o início da caminhada internacional Caminho das Missões Jesuítico-Guarani também marca o começo de uma nova página na história missioneira. “Esta caminhada é uma integração dos povos missioneiros da Argentina e do Brasil, valorizando a cultura, a história e a mística missioneira”, assinalou.

Neste artigo

Participe da conversa