O pergolado já foi restaurado

A pintura e os detalhes ornamentas já foram recuperados, inclusive a inscrição em baixo relevo que aponta o nome e ano de cada uma das reduções jesuíticas.

141 0

Pergolado da Praça Pinheiro Machado (3) (Copy)Foi concluído o trabalho de reconstituição das vigas que compõe os arcos representativos das 30 reduções jesuíticas da Praça Pinheiro Machado em Santo Ângelo.
A pintura e os detalhes ornamentas já foram recuperados, inclusive a inscrição em baixo relevo que aponta o nome e ano de cada uma das reduções jesuíticas. Completando novamente a ordem danificada pela queda de uma árvore.
Voltam a ser representadas as reduções de “San Miguel (1687), San Lorenzo Mártir (1690), San Juan Bautista (1697)
A construtora encarregada da obra havia iniciado o trabalho em junho deste ano. As vigas foram destruídas durante um vendaval ocorrido em outubro de 2017, quando um jacarandá mimoso tombou causando danos aquela obra que é símbolo da Praça Pinheiro Machado e também da cidade de Santo Ângelo.
A imagem da destruição viralizou na internet contando os fatos ocorridos naquele vendaval. O pórtico no lado sul da praça marca o ponto simbólico que indica a antiga entrada da redução jesuítico-guarani de Santo Ângelo Custódio. No primeiro arco que representa vários períodos históricos foi posto no alto a escultura de um anjo, em bronze, que abençoa uma criança indígena, também em bronze.
Após cruzar o pórtico e atravessar um túnel de 30 arcos, o visitante encontra uma rosa dos ventos, que, além de indicar as direções, sugere a reorganização interior. A Praça Pinheiro Machado foi remodelada e tematizada no ano de 2010.

 

Neste artigo

Participe da conversa