O legado de Champagnat presente em Santo Ângelo desde 1940

Um busto em homenagem a Marcelino José Bento Champagnat ornamenta a fachada do Colégio Marista Santo Ângelo e está na série: “Personalidades” desta semana

127 0
Marcelino José Bento Champagnat
Marcelino José Bento Champagnat na fachada do Colégio Marista Santo Ângelo

 

 

 

 

 

 

 

 

O Busto Marcelino José Bento Champagnat é um dos elementos que compõem a fachada do Colégio Marista Santo Ângelo. Na última semana, toda rede Marista celebra o Dia de São Marcelino Champagnat com atividades que relembram o legado deixado por esta personalidade incomum no campo da Educação. Ele acreditava que era possível transformar a vida de crianças, adolescentes e jovens por meio da educação evangelizadora.
Champagnat faleceu no dia 6 de junho de 1840, com 51 anos. No dia 18 de abril de 1999, foi proclamado Santo, pelo Papa João Paulo II. Foi um idealista da educação e deixou uma obra que está presente em mais de 70 países espalhados nos cinco continentes. No Brasil a Rede Marista marca presença em 17 cidades do Rio Grande do Sul, cinco da Região Amazônica e em Brasília.
A Rede Marista é constituída por 18 Colégios pagos, oito Escolas Sociais gratuitas, nove Centros Sociais, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Hospital São Lucas e Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer), bem como pela atuação missionária e pastoral em diversos municípios. No total, conta com mais de 47 mil estudantes e educandos, além de realizar, em média, cerca de 280 mil atendimentos por ano na área da saúde.
Marcelino Champagnat nasceu em 1789, no vilarejo de Marlhes, na França. Durante seus estudos para se tornar sacerdote, em Lyon, sentiu a necessidade de formar religiosos educadores capazes de dar uma nova resposta à situação da juventude que estava mergulhada na ignorância, abandono moral e social. A partir da leitura de seu tempo e tomando uma atitude corajosa, Champagnat fundou, em 1817, em La Valla, o Instituto dos Irmãos Maristas.

Em Santo Ângelo

Marista (2) (Copy)

Em Santo Ângelo as ações de educação Marista foram iniciadas em 15 de março de 1940. O vice-diretor, Jerry Barth, lembra que foi no ano de 1936 que os Irmãos Maristas receberam do prefeito da época, Raul de Oliveira, uma solicitação para iniciar um trabalho educacional com meninos em Santo Ângelo. Mas nem sempre o busto de Champagnat esteve naquele mesmo local.
O busto é feito em bronze e fazia parte do mobiliário do Colégio, foi no final da década 90 que ganhou lugar de destaque na fachada. Jerry Barth explica que foram feitas obras de adequação no prédio, como o prolongamento que hoje abriga a recepção. Foi na época desta obra que a imagem representativa do Santo foi incorporada na arquitetura do Colégio Marista Santo Ângelo. Antes disso, o busto era exposto em uma capela existente no colégio e também já havia ocupado lugar na recepção, lembra o vice-diretor.

Curiosidade
Até o ano de 1970 os irmãos Maristas desempenhavam todas as funções educacionais no Colégio e os alunos ajudavam na manutenção em tarefas cotidianas como limpeza, por exemplo. Somente depois deste ano que iniciou-se o processo de contratação de profissionais leigos em cada área de atuação. Atualmente somente três irmãos Maristas continuam atuando diretamente no Colégio.

Neste artigo

Participe da conversa