Feira de abóboras

Diariamente ocorre uma feira de aboboras no canteiro central da Av. Rio Grande do Sul. Elas são fruto da produção de pessoas da comunidade que cultivam em terras...

214 0

feira de aboboras na Av. Rio Grande do SulDiariamente ocorre uma feira de aboboras no canteiro central da Av. Rio Grande do Sul. Elas são fruto da produção de pessoas da comunidade que cultivam em terras próximas ao Distrito Industrial. Alface, batata doce, mandioca entre outros produtos que também são plantados e posteriormente comercializados em pequenos estabelecimentos. O excedente é vendido diretamente ao consumidor em uma feira improvisada no canteiro central da avenida.
A feirante, que preferiu não ser identificada, explica que cultiva cerca de cinco variedades de abóboras e cada cliente tem suas preferências para prepara-las doces ou salgadas. Conheça algumas características das aboboras mais comuns no brasil:
Abóbora de pescoço ou seca – Muito comum e encontrado com frequência pode ficar grande e pesada, tem uma casca grossa e é muito útil para se preparar pratos salgados ou doces. Ela é ótima para fazer o tradicional doce de abóbora.
Moranga – Famosa pelo tradicional prato praiano “Camarão na Moranga”. Possui grumos e tem cor alaranjada, é usada principalmente para refogados e sopas. Ela possui uma casca mais grossa e dura na cor alaranjada, que dificulta na hora de se descascar, porém a sua polpa após cozida é macia e levemente adocicada. Fica ótima assada no azeite ou em purês.
Abóbora italiana – A mais famosa e fácil de encontrar, ótima para refogados, pode ser grelhada e recheada com carne moída e queijos. Ela possui uma casca bem fininha que pode ser consumida, mas precisa ser muito bem lavada.
Abóbora libanesa – É semelhante a abóbora italiana e serve para ser recheada, refogada ou feita no vapor. É pouco consumida no Brasil. Possui uma casca mais escura que a Abóbora Italiana e mais lisa também.
Cabotía – Essa espécie é bem seca, uma mistura da abóbora de pescoço com a moranga, ela é usada principalmente para pratos salgados, purês e nhoques. É a mais comum e mais conhecida no Brasil. Sua casca é verde escura e extremamente dura e grossa. Sua polpa depois de cozida é bem macia e fica muito bem acompanhada de carne seca.
Abobrinha menina brasileira – Abobrinha Menina Brasileira: Ótima para refogados sua melhor época é em outubro. Sua cor interna é menos alaranjada que as demais e seu sabor é mais suave e menos adocicado.

Neste artigo

Participe da conversa