Uma das hidrelétricas do Ijuizinho

A Hidrelétrica Ijuizinho foi implantada no ano de 1950, está há 25,5 km da Catedral Angelopolitana, na divisa dos municípios de Entre-Ijuís e Eugênio de Castro. O conteúdo...

238 0

Usina Hidrelétrica Ijuizinho (9) (Copy)Em 1950 entrou em operação a Usina Hidrelétrica Ijuizinho, construída com recursos públicos e fez parte de um plano de eletrificação do Estado.
Localizada nos limites dos municípios de Eugênio de Castro e Entre-Ijuís tem capacidade instalada de produzir 1 MW (potência 1250 kva). No ano de 2010 a Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT chegou a concluir estudos aprofundados para aumentar a produção da usina para 15 mw, mas até hoje a obra não saiu do papel.
Este tipo de usina é considerada de baixo impacto ambiental por usar recursos naturais renováveis e não alagar grandes porções de terra. A barragem da Usina Hidrelétrica Ijuizinho é do tipo alvenaria de pedra, possui 130 metros de comprimento, três metros de altura e resulta em um reservatório de 56.000 m³ de água, alagando 0,038km² de área e quase não interfere no curso natural do rio. A turbina é do tipo Francis horizontal.
Neste tipo de turbina, a água sob pressão entra por um duto circular de secção decrescente, onde é desviada por um conjunto de pás estáticas para um rotor central. A água atravessa a parede lateral do rotor, empurrando outro conjunto de pás fixas no mesmo, e sai pela base do rotor com pressão e velocidade muito reduzidas. A potência mecânica extraída da água é transmitida pelo rotor a um eixo fixado na base oposta. As pás estáticas podem ser ajustáveis.
A área onde está localizada a Usina Ijuizinho fica a uma distância de 25 quilômetros do centro de Santo Ângelo, sendo que 6,5 km deste trajeto são percorridos por estrada de chão. O acesso ao parque é restrito ao público e os locais próximos a barragem são sujeitas a inundações repentinas, é proibida a pesca e banho, conforme placas indicativas no local, mas o trajeto, como um todo, é de fácil acesso.
A hidrelétrica foi construída no Rio Ijuizinho que é um curso de água do estado do Rio Grande do Sul que nasce em Jóia, passa por Eugênio de Castro e Entre-Ijuís e desemboca no rio Ijuí, (no limite de Entre-Ijuís com Vitória das Missões).
A Hidrelétrica Ijuizinho é administrada pela Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT. Empresa de economia mista cujo sócio majoritário é o Grupo CEEE, concessionária de serviços de geração e transmissão de energia elétrica no Estado do Rio Grande do Sul.

Contexto de geração
No Brasil 65% da energia elétrica vem de grandes usinas hidrelétricas, 28% de usinas térmicas e as pequenas centrais hidrelétricas como a Usina Hidrelétrica Ijuizinho, são responsáveis pela produção de 3,51% da matriz elétrica brasileira (fonte: ANEEL, 2013).
A Usina Ijuizinho é considerada estratégica para o Plano de Investimentos da companhia. Existe um estudo de Expansão e Modernização do Sistema Elétrico de Geração e Transmissão de energia para propor a ampliação do sistema implantado atualmente neste lugar: O projeto prevê a geração de 15,01 MW, o reservatório existente sofreria um aumento de 0,038 km² para 1,01 km², inclusive a companhia concluiu estudos de impacto ambiental.A geração de energia com a força da água é comprovadamente uma potencialidade da região das Missões, principalmente com o concurso de pequenas usinas.Usina Hidrelétrica Ijuizinho (10) (Copy)Usina Hidrelétrica Ijuizinho (12) (Copy)Usina Hidrelétrica Ijuizinho (13) (Copy)Usina Hidrelétrica Ijuizinho (19) (Copy)Usina Hidrelétrica Ijuizinho (21) (Copy)

Usina Hidrelétrica Ijuizinho (2) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa