Santo Ângelo sedia o 1º Encontro Campeiro da Cultura Gaúcha

O evento será na próxima terça-feira, dia 18, no CTG 20 de Setembro e encerra a gravação do programa “Um Lugar Para Sentir”

983 0

 

encontro contará com a participação de tradicionalistas locais e regionais
encontro contará com a participação de tradicionalistas locais e regionais

Artistas de Santo Ângelo já confirmaram presença no 1º Encontro Campeiro da Cultura Gaúcha, evento promovido pela Secretaria de Turismo, Esportes, Lazer e Juventude do município, e que tem apoio da Academia Santo-angelense de Letras – ASLE, entidades tradicionalistas, Caminho das Missões e artistas da terra.
A edição será realizada no próximo dia 18, terça-feira, a partir das 19h30min, no CTG 20 de Setembro, e será apresentada pelo tradicionalista Valter Portalete.
O evento contará com a participação especial de Fábio de Oliveira e Grupo Alma Campesina; Claudino de Lucca; Otávio Reichert e Eduardo Maicá, além das danças tradicionais das invernadas e apresentações artísticas dos CTGs 20 de Setembro, Tio Bilia, Os Legalistas, CTF Cel. Aparício Borges e GDF Os Farroupilhas.

Um Lugar para sentir
De acordo com o secretário Vando Ribeiro de Souza, o Vando, o evento encerra a gravação do programa “Um Lugar Para Sentir”, da Estação Filmes, que vai ser exibido na TVE/RS. Serão produzidos 26 programas no Estado, um deles nas Missões.
A gravação inclui roteiro pelo Caminho das Missões, e pontos turísticos considerados fundamentais para a região, encerrando como uma grande integração entre entidades culturais, tradicionalistas e artistas da terra.
“Nós achamos que convidar os artistas da ASLE, e alguns músicos locais, integrando os CTGs, vai conferir um toque especial no que queremos mostrar do roteiro missioneiro, nossa cultura, nossa gastronomia típica, enfim, o que temos de melhor para bem receber nosso turista”, disse o secretário, acrescentando que o município vem trabalhando a integração em todos os sentidos, visando fomentar o turismo e, ao mesmo tempo, valorizar os expoentes históricos e culturais do Estado, da região e do Município.
“Nesse primeiro momento convidamos esse grupo de artistas. Mas, o projeto quer ser bem mais abrangente, aglutinando todas as expressões da arte e da cultura de Santo Ângelo, tornando-se itinerante e sempre visitando uma entidade tradicionalista”, acrescentou.

Neste artigo

Participe da conversa