A possibilidade de viajar de trem poderá voltar

Em setembro, um trem de passageiros irá percorrer Santo Ângelo, Catuípe e Ijuí. A iniciativa é uma prévia do projeto “Trem da História” e os passeios turísticos poderão...

217 0

1-i-Chegada do Trem-foto fernando gomes (Copy)Um passeio de trem entre Santo Ângelo, Catuípe e Ijuí está agendado para entre os dias 20 e 30 de setembro.
A iniciativa será uma prévia do projeto “Trem da História” e a viagem será feita em um trem composto por duas locomotivas, uma a vapor, modelo 204 – Mallet, e outra a diesel modelo 4262 – G12.
Com um total de dez vagões, as locomotivas terão capacidade para transportar 450 passageiros e tem o objetivo de fomentar o turismo e a cultura missioneira por meio do resgate da malha ferroviária. A expectativa é de que os passeios turísticos envolvam 1800 passageiros por dia, em viagens com duração total de quatro horas, entre os trajetos. O trem sairá de Ijuí ainda em horário a ser definido, passará por Catuípe, até chegar a Capital das Missões.

REUNIÃO DISCUTIU
O PROJETO
Para debater a implantação dos passeios de trem na região, o prefeito Jacques Barbosa e a secretária de Cultura Neusa Cavalheiro, reuniram-se na quinta-feira, dia 7, no Ministério Público Federal, com o procurador Federal, Osmar Veronese, e a presença do prefeito de Ijuí, Valdir Heck e do vice-prefeito de Catuípe, Gladimir Militz Wey; do secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Ijuí, Sérgio Augusto Corrêa; do vice-presidente da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – ABPF –, Marlon Ilg, e o diretor de projeto específicos da ABPF, Claudio Hoppe.
Para o prefeito Jacques Barbosa, o projeto de cooperação oportunizará aos municípios envolvidos e à Região das Missões mais uma opção histórica e cultural, para atrair turistas e fomentar a expansão do setor turístico, uma das prioridades de governo.
Já a secretária de Cultura, Neusa Cavalheiro ressaltou que com a permanência dessas locomotivas de passeios aqui na região, “conseguiremos ter a dimensão de como o público vai abraçar a ideia de intercâmbio cultural valorizando a memória ferroviária existente”, disse.
O vice-presidente da ABPF, Marlon Ilg, enfatizou que municípios estão demonstrando o interesse em implantar o turismo ferroviário na Região das Missões, comprometendo-se em cooperar na estrutura de atrativos locais para os turistas, integrando a programação aos passeios turísticos de trem.

53287692_2374792962751578_2068171076810047488_n

Neste artigo

Participe da conversa