Sábado 06/08/2011

Encontrando respostasNova participante do grupo de estudos de O Livro dos Espíritos, da Sociedade Espírita Amor ao Próximo, manda e-mail para contar que está encontrando as respostas que...

839 0

Encontrando respostas
Nova participante do grupo de estudos de O Livro dos Espíritos, da Sociedade Espírita Amor ao Próximo, manda e-mail para contar que está encontrando as respostas que há tanto tempo procurava. Com muita sinceridade, depois do último encontro, ela depõe a quem interessar possa:
– Hoje recebi respostas para várias perguntas que fiz a Deus desde a infância e para as quais não tinha resposta. Tantas vezes questionei por que tantos problemas na minha família, que não conseguia aceitá-los. Eu tinha vergonha de pertencer a minha família, apesar de amá-la. Minha mãe era resignada e aceitava tudo com amor, assim como meu pai também aceitava.
As respostas obtidas hoje me trouxeram alívio e entendimento. Eu me emocionei muito ao lembrar deles e agradeço a Deus por ter convivido com eles e com os irmãos já desencarnados, como também com os demais que permanecem na Terra.
Um irmão excepcional nos deixou com 23 anos de idade, outro, esquizofrênico, continua por aqui. Tenho irmãos que já pensaram em suicídio, mas hoje parece estarem bem.
Acredito que, de hoje em diante, estarei mais tranquila com relação a tudo que passou e aceitarei com resignação o que possa vir a acontecer, como parte do meu esquema cármico.
Sim, a filosofia espírita expressa em O Livro dos Espíritos descortina novos horizontes para a nossa mente, além de nos encaminhar para a desejada fé raciocinada, que se opõe ao fanatismo religioso. Amigo magistrado dizia certa vez numa roda de debatedores das grandes interrogações da vida:
– Desafio quem ler e estudar sem preconceitos O Livro dos Espíritos e não se render à lógica, ao bom senso que imperam na primeira obra da codificação de Kardec.
Claro, há os zombadores – “vocês batem tambores lá na casa espírita?” – mas a sugestão que, tradicionalmente, se dá aos buscadores do conhecimento, é uma só:
– Comece pelo começo. Inclua-se no grupo que estuda a filosofia espírita. Não tenha pressa, vá estudando com todo o interesse, vá comparando com outras explicações.
Ao final de tudo, livre de imposições, sem ameaças de um Deus cruel e punitivo, sem contribuições financeiras, você terá formado convicção capaz de enfrentar qualquer tempestade. Convicção é algo que se constrói lentamente, mas construída, ninguém a derruba.
A FRASE DO CHICO XAVIER – Para mim, o esquecimento do passado na Reencarnação é a mais sábia das Leis.

Neste artigo

Participe da conversa