“Plante Árvores Nobres”

RGE e DBIO – Departamento da Biodiversidade do Estado distribuíram cinco mil mudas de árvores nativas na região de Santo Ângelo e 45 mil no Estado

146 0

Plante árvores nobres - mudas nativas arfom (17)

A RGE contou com parcerias locais para distribuir cinco mil mudas de árvores nativas na região. Na manhã de terça-feira, dia 5, próximo ao estacionamento da Rede VIVO, representantes de entidades dos municípios de Santo Ângelo, Sete de Setembro, São Pedro do Butiá, São Luiz Gonzaga, Cerro Largo, Entre-Ijuís, entre outros, recepcionaram lotes de mudas para viabilizar o plantio em suas comunidades.

Plante Árvores Nobres é um projeto de âmbito estadual feito em parceria com o departamento de Biodiversidade (DBIO) efetivado pela RGE como forma de contrapartida ambiental. O projeto tem a finalidade de compensar as podas que ocorrem nos municípios devido a manutenção da fiação elétrica. As espécies foram escolhidas por se tratar de árvores raras, típicas da flora regional da metade norte do Estado e que tiveram seu ambiente natural reduzido com o desenvolvimento urbano e agrícola.
Em um viveiro localizado no município de Ernestina foram produzidas 45 mil mudas de nativas como Cereja, angico, cedro, guajuvira, guabijú, uvaia, araçá, caroba, canjerana, ipês, pitangas, entre outras espécies.
Segundo o Consultor Ambiental da RGE, Fabrício Steffens, a campanha busca ainda conscientizar a população sobre o tema. “O principal objetivo é o de valorizar espécies arbóreas raras e nobres, nativas do Estado do Rio Grande do Sul. Através do plantio destas espécies, valorizamos e devolvemos uma herança genética da nossa flora regional, agregando todos os benefícios ambientais associados a isso, como a proliferação de fauna nativa”, afirma Steffens.
Santo Ângelo foi contemplado com 800 mudas. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e a ARFOM – Associação de Reflorestamento trabalharam para distribuir para entidades locais as mudas e viabilizar o plantio das nativas.

 

Neste artigo

Participe da conversa