Grêmio quer o pentacampeonato com Luxa

535 0

O Grêmio mantém discurso de respeito ao River Plate-SE. Mesmo ciente que é muito maior que o oponente desta quarta-feira, os gremistas evitam falar em eliminar o jogo de volta vencendo por dois ou mais gols de diferença. A ideia é conseguir uma boa vantagem para o duelo no Olímpico.

Pelo regulamento da Copa do Brasil, nas duas primeira fases, se o time visitante vencer por dois ou mais gols de diferença, evita a partida de volta, eliminando seu adversário imediatamente. Mas o time gaúcho não pensa diretamente nisso.

“Se eliminarmos o jogo de volta, teremos mais tempo para trabalhar. Mas o que temos pensado é em vencer, acima de tudo. Seria importante eliminar o adversário. Mas levar um bom resultado em Porto Alegre é o mais importante”, explicou Gilberto Silva.

A competição nacional tem por princípio dar oportunidade aos times menores. Somente através dela, por exemplo, que o River Plate-SE poderia enfrentar o Grêmio, um clube de outra grandeza.

“Esta competição é feita para dar oportunidade aos pequenos. Temos muitos exemplos disso. Por isso vamos aproveitar ao máximo a chance de enfrentar o Grêmio. Como foi contra o Botafogo no ano passado”, disse o técnico do River, Luiz Carlos Cruz, à Rádio Bandeirantes.

O Grêmio, por exemplo, tem muita dificuldade para eliminar jogos de volta. Isso só foi possível uma vez em estreias, desde que tal regra passou a valer na competição.

O primeiro jogo dos comandados de Vanderlei Luxemburgo na Copa do Brasil ocorre nesta quarta-feira, no estádio Lourival Batista, às 22h, em Aracaju.

Neste artigo

Participe da conversa