A Sede da ASLE já está edificada, faltam ainda, obras para garantir a segurança do patrimônio

A sede Academia Santo-Angelense de Letras está praticamente pronta, considerada uma obra pública, será parte integrante do Centro Municipal de Cultura

564 0

A sede Academia Santo-Angelense de Letras está praticamente pronta, considerada uma obra pública, será parte integrante do  Centro Municipal de Cultura 

Nova sede da ASLE em fase de acabamento
Nova sede da ASLE em fase de acabamento

A nova sede da ASLE – Academia Santo-Angelense de Letras já está edificada e o acabamento praticamente pronto. Esta é uma obra pública que fará parte do complexo do Centro Municipal de Cultura, foi executada pela administração municipal, mas conquistada pela liderança dos membros da entidade. A ASLE existe desde o ano de 1993.

O atual presidente da entidade, Renato Schorr, está satisfeito com o andamento da obra e explica que a finalização depende apenas da infraestrutura de segurança, como grades e outros dispositivos que permitirão assegurar o resguardo do patrimônio. Disse ainda que será assinado um documento em que a Administração Municipal fará a cedência da edificação para a Associação por meio de comodato.

A ASLE conta com 35 cadeiras ocupadas por escritores de Santo Ângelo e de Entre-Ijuís e neste espaço pretende realizar as reuniões ordinárias e extraordinárias, eventos literários e manter a exposição e arquivo do acervo de livros editadas ao longo destes anos.

Os escritores também elaboraram um projeto cultural e conquistaram recursos para aquisição do mobiliário que permitirá dar as funcionalidade ao ambiente, inclusive, foram adquiridos os climatizadores e demais itens necessários para o acabamento final do projeto.

O marco de início das obras está associado ao dia 8 de janeiro de 2020, quando os escritores da academia realizaram a implantação da pedra fundamental. Naquela data foi concretada, junto ao alicerce da futura sede, a “cápsula do tempo”, ou seja, uma urna contendo textos de escritores e poetas membros acrescida de uma mensagem do prefeito da cidade, Jacques Barbosa, fotografias históricas e um livro que conta fatos dos 25 anos da ASLE.

O acesso à sede será pela Rua Florêncio de Abreu e o estilo arquitetônico segue o mesmo padrão do Centro Municipal de Cultura, com tijolos a vista.

Os Recursos

Além de R$ 11 mil captados por meio de um projeto cultural, que permitiu a compra do mobiliário, a obra conta com recursos oriundos de uma emenda parlamentar do deputado federal, Darcísio Perondi. O valor é de R$ 278 mil e na época foi intermediada pelo atual vereador, Osvaldir Ribeiro de Souza. O processo licitatório e a cedência do espaço foi formalizada na administração do ex-prefeito Luiz Valdir Andres, e naquele período, Edna Lautert ocupava a presidência da ASLE.

Neste artigo

Participe da conversa