Lançada a pedra fundamental do ‘Pórtico de Entrada’ de Santo Ângelo

Lideranças regionais e políticas acompanharam o Ministro do Turismo Gilson Machado no lançamento da pedra fundamental de implantação do pórtico comemorativo aos 150 anos de emancipação político-administrativo do...

369 0

Portico de entrada de Santo Ângelo - Tadeo Martins (Copy)

O projeto artístico do pórtico alusivo ao aniversário dos 150 anos de Santo Ângelo foi elaborado pelo artista plástico, Tadeu Martins. Será composto por seis pilares de sustentação (em concreto armado) que lembram taquaras, serão ocos com incidência de luz solar. Nos nichos dos pilares estarão representados seis santos missioneiros, relacionados as seis das reduções jesuíticas.

Nas extremidades da base e no alto dos pilares, em alto relevo, estará estampada a ‘faixa pampa’, ou também conhecido como desenhos Mapuche – MAPU que significa TERRA e CHE, que significa GENTE. Logo, mapuche é gente da terra. Mapuche é um povo nativo da América do Sul e habita o sudoeste da Argentina e o centro-sul do Chile. Este padrão de desenho também é usado nas cestarias dos povos indígenas. Aqui nas missões e no pampa gaúcho é muito utilizado em adornos da indumentária como em palas, faixas e lenços.

Os pilares sustentam um arco composto por 13 blocos de quase três metros cúbicos, que apresentarão em alto relevo, cada uma das letras que formam a palavra Santo Ângelo. Os blocos do arco serão, aparentemente, de concreto armado, mas, na prática, de fibra de vidro. No centro deste arco, a representação do Padre Diogo Haze e de um índio guarani depositando a pedra fundamental. Na parte inicial de cada lado do arco, a representação de anjos de aproximadamente cinco metros que contribuem com a formação de Santo Ângelo.

Um dos fatores artísticos e que devem promover a reflexão de quem observa ou cruza pelo pórtico está relacionado a sustentação do arco e do deslocamento das letras de Santo Ângelo, pois a base de contato é relativamente pequena para permitir a sustentação, tendo em vista que, ainda possuem a representação dos anjos de aproximadamente cinco metros e supostamente, pela aparência seria materializados em concreto. No entanto, o material construtivo traz tres elementos principais, concreto, ferro e fibra de vidro.

Entre as diversas obras de Tadeu Martins, destacam-se o pórtico de acesso a São Miguel das Missões, o acervo Tupambaé (telas em óleo expostas na Prefeitura Municipal de Santo Ângelo), o busto de Cenair Maicá, exposto no hall do Teatro Municipal Antonio Sepp, do Tio Bilia, Localizado no Bairro Pippi, do Milho Localizado no trevo de acesso ao parque Siegfried Ritter. Tadeu Martins ainda tem participação na elaboração do projeto de tematização da Praça Pinheiro Machado (2006/2008), entre diversas outras obras espalhadas pelo Rio Grande do Sul.


Gilson Machado, Luiz Carlos Heinze, Jacques Barbosa e Eduardo Loureiro
Gilson Machado, Luiz Carlos Heinze, Jacques Barbosa e Eduardo Loureiro

Lideranças regionais e políticas acompanharam o Ministro do Turismo Gilson Machado no lançamento da pedra fundamental de implantação do pórtico comemorativo aos 150 anos de emancipação político-administrativo do Município de Santo Ângelo (que será 2023). A solenidade ocorreu na manhã de sábado, dia 14, em frente ao Villas Hotel, onde o Prefeito Jacques Barbosa entregou ao ministro, projetos reivindicando recursos para obras de infraestrutura. 

A recepção do Ministro do Turismo Gilson Machado e lançamento da pedra fundamental do pórtico contou com a apresentação do Coral da Aldeia Guarani Tekoá Pyau. O projeto artístico do Portico é do artista plástico Tadeu Martins e o projeto técnico e estrutural está a cargo da equipe de engenharia da secretaria municipal de planejamento urbano.
A obra tem investimento previsto de cerca de R$ 1 milhão. Já foi destinado valor de R$ 400 mil para obra por meio de emenda do deputado federal Osmar Terra (MDB). E outros R$ 500 mil para a sinalização da rodovia.
O ministro Gilson Machado salientou que o trabalho que vem realizando está focado em valorizar o potencial de cada região e não é diferente nas Missões. “O turismo pode ser tão importante no Brasil quanto o agronegócio, pela capacidade que temos, pelas belezas naturais que possuímos e pela rica história como a dessa região”.
Machado falou que está buscando uma audiência com o Papa Francisco para o início do próximo ano, quando pretende tratar das Missões Jesuíticas, com o objetivo de torna-las um atrativo turístico internacional homologado pelo Vaticano.
No final do encontro, o prefeito Jacques Barbosa entregou ao ministro vários projetos de infraestrutura e melhorias na cidade e no Parque de Exposições Siegfried Ritter. Também agraciou o ministro com a Cruz Missioneira.


Obras de requalificação são concluídas no Parque Histórico Nacional das Missões (RS)

Foto - Divulgação AMM - Associação dos Municípios das Missões
Foto – Divulgação AMM – Associação dos Municípios das Missões

A solenidade de entrega da primeira etapa de requalificação urbanística no entorno dos sítios arqueológicos de São Nicolau e São Miguel Arcanjo realizada no sábado, dia 14, contou com a presença do Ministro do Turismo Gilson Machado Neto

As obras de requalificação no Parque Histórico Nacional das Missões totalizam um investimento de aproximadamente R$ 5,3 milhões – apenas nesta primeira etapa –, os projetos estão relacionados a pavimentação e infraestrutura urbana no entorno destes locais históricos. A ideia é valorizar os bens vinculados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
Em São Nicolau, Gilson Machado Neto inaugurou a acompanhou a entrega da requalificação urbanística do entorno do Sítio Arqueológico da cidade, que recebeu R$ 2,1 milhões do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O prefeito do município, Ricardo Klein, agradeceu a realização da obra. “Pela primeira vez, temos um ministro nesse solo sagrado.”
Também presente, a presidente do Iphan, Larissa Peixoto, que destacou os esforços pela entrega de obras envolvendo patrimônios públicos. “Estamos aqui para aliar preservação e desenvolvimento. Isso é garantir à população o usufruto de tudo o que já foi investido pelo Brasil. Desde 2019, já investimos mais de R$ 57 milhões no Rio Grande do Sul”, relatou.
Ainda no sábado, em São Miguel das Missões, Gilson Machado Neto entregou a requalificação urbanística do entorno do Sítio Arqueológico São Miguel Arcanjo, alvo de investimentos de R$ 3,1 milhões do Iphan. O prefeito da cidade, José Roberto, comemorou a conquista. “A palavra aqui é gratidão. Nós temos que agradecer por tudo que o presidente da República tem feito pela nossa região”, disse o gestor.
O ministro do Turismo, por sua vez, reforçou a perspectiva da grande retomada do setor no Brasil no período pós-pandemia. “Se preparem, porque o Brasil vai ter uma das maiores retomadas de todo o planeta. Nós já temos hoje 147 novos hotéis de grande porte sendo construídos no país, com mais de R$ 6 bilhões em investimentos. Nós temos aeroportos que foram concedidos por 18 vezes o valor inicial e que resultarão em mais investimentos e melhorias no transporte de passageiros”, argumentou Gilson Machado Neto.
O evento em São Miguel das Missões também contou com as presenças dos deputados federais Hélio Lopes, Osmar Terra e Ubiratan Sanderson, além do senador Luis Carlos Heinze e de prefeitos da região e outras autoridades.

Neste artigo

Participe da conversa