As ações de paisagismo no calçadão iniciarão na segunda-feira, dia 13

Calçadão da Rua 25 de Julho em obras As ações de paisagismo que farão parte do cotidiano do calçadão da Rua 25 de Julho iniciarão na segunda-feira, dia...

1068 0
Calçadão da Rua 25 de Julho em obras
Calçadão da Rua 25 de Julho em obras

As ações de paisagismo que farão parte do cotidiano do calçadão da Rua 25 de Julho iniciarão na segunda-feira, dia 13. Serão implantados jerivás, araçás, palmeiras buriti, extremosas, ingás, entre outras plantas ornamentais. São espécies que compõem a flora brasileira e consideradas bem adaptadas ao paisagismo urbano. Contudo, o trânsito para os veículos, neste trecho, já foi liberado no dia 06 de dezembro e o semáforo característico do cruzamento com a Marques do Herval já está ativo.

Quanto as espécies que serão usadas nestes espaço é possível antecipar que o araçá é uma frutífera de médio/pequeno porte que já está presente em vários passeios públicos da cidade, as extremosas permitem um colorido diferente em cada estação do ano, seja pelas flores ou pelas folhas que ficam amareladas e caem no inverno, pois são plantas decíduas ou caducifólias. As palmeiras jerivás são consideradas muito ornamentais e conhecidas de longa data dos missioneiros, pois ainda são encontrados exemplares nas matas nativas que restam ao percorrer as zonas rurais.

Este espaço público ainda contará com banners que contam a história do Calçadão e quando tudo estiver organizado e pronto a prefeitura deve organizar um ato público de inauguração.

As mudanças neste espaço estão em função da implantação das redes de esgotamento cloacal e a drenagem pluvial. Nesta obra a pista de rolamento com piso intertravado foi ampliada e motoristas ganharam mais vagas de estacionamento. Além disso, a secretaria de obras informou que um novo sistema de iluminação, sinalização está em processo de implantação.
Investimento
As correção nas redes de esgoto cloacal e ampliação da drenagem pluvial tiveram início em junho deste ano, representando um investimento de R$ 1 milhão, recursos do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada e projeto da SEPLAN, do Meio Ambiente e da CORSAN. O trabalho eliminou ligações clandestinas de esgoto sanitário, feitas diretamente na rede pluvial. Segundo a Administração municipal o trabalho foi elaborado depois de amplo debate com moradores e lojistas.

Neste artigo

Participe da conversa