Quarta-feira 24/08/2011

Mensagens dos Leitores Gosto muito de acolher as manifestações eletrônicas dos amigos leitores. A não ser que os remetentes autorizem expressamente, prefiro mantê-los no anonimato. I.N. conta que...

883 0

Mensagens dos Leitores

Gosto muito de acolher as manifestações eletrônicas dos amigos leitores. A não ser que os remetentes autorizem expressamente, prefiro mantê-los no anonimato. I.N. conta que esteve sábado último na sessão pública do Amor ao Próximo. Então, diz ela, “senti uma das maiores emoções da minha vida. No instante da homenagem aos pais encarnados e desencarnados, quando a Marisa Vasconcellos cantou Meu Velho, Meu Amigo, do Roberto Carlos, revivi com saudade momentos muito especiais da minha vida. Eu já não morava mais com meus pais, mas ele sempre adivinhava quando eu ia visitá-los. Depois dos cumprimentos sempre muito afetuosos, ele recomendava para a mãe fazer uma galinhada. Matar um franco (era de origem alemã). 
Certamente, com lágrimas nos olhos, I.N. prossegue o recado, que é um desabafo: “Quando meu pai já havia desencarnado, eu ia em sonhos até a casa de minha mãe. Para minha surpresa, meu pai aparecia e sentava na poltrona em que costumava sentar. Eu me emocionava muito e queria falar para os demais que o pai estava ali. Então, ele sorrindo, colocava o dedo indicador sobre os lábios, fazendo gesto para que eu ficasse calada e eu obedecia. Foram momentos únicos na minha vida e são lembranças muito boas que jamais esquecerei.”

Outra leitora agradece mensagem anti-depressiva. Diz que o texto animador chegou na hora certa. Explica o porquê: – Há dois dias eu não abria minhas mensagens porque estava debilitada em razão de uma virose que me atacou há uns dez dias. Fui enfraquecendo e me sentindo depressiva. Quando abri a caixa de mensagens e li essa sobre depressão fiquei arrepiada, pois mandaste justo no dia em que, eu sozinha, estava muito “pra baixo”. O dia cinzento, eu enfraquecida, sentindo a falta de minha mãe, desencarnada há poucos meses. A sua sensibilidade fez com que enviasse a mensagem na hora exata, para a pessoa que mais estava necessitada. Obrigada pela linda mensagem, rica em conteúdo. Abraço, Vera. O encaminhamento de mensagens que transmitem coragem e otimismo aos contatos significa também um jeito de melhorar a vida dos amigos. Afinal de contas, todos nós somos necessitados ou temos fome de algo, como escreve o poeta Amado Nervo. Uns têm fome de amor. Outros têm fome de pão. Outros ainda têm fome de justiça. Mas todos nós, imperfeitos, temos necessidade de apoio espiritual. Ou de alguém que satisfaça o tipo de fome que, momentaneamente, nos afeta. Logo, o texto encorajador pode matar a fome de alguém, como foi, felizmente, o caso da Vera.

A FRASE DO CHICO XAVIER – A dor de tanta gente me penetra em toda a alma.

Neste artigo

Participe da conversa