“Producción de textos y recetas”

Na Escola Técnica Estadual Pres. Getúlio Vargas foi realizada uma degustação de pratos e bebidas típicas de países que falam a língua espanhola. Além disso, foi apresentado o...

172 0

Degustação no Getúlio - (Copy)Um folder com informações turísticas sobre Santo Ângelo escrito na língua espanhola e um livro de receitas baseado na cultura de 21 países que falam o espanhol, foram produzidos por alunos do ensino médio da Escola Técnica Estadual Pres. Getúlio Vargas.
O desafio foi lançado na disciplina de espanhol, ministrada pela professora Silvia Aparecida Pereira Demeneghi e o resultado surpreendeu os próprios alunos que realizaram um evento de degustação e de lançamento dos materiais na manhã de quinta-feira, dia 22.
Na avaliação da aluna Camila Melo Ribeiro a pesquisa dos hábitos alimentares e culturais destes povos, bem como a elaboração do livro de receitas, permitiu que os alunos ampliassem a percepção acerca da cultura dos povos de língua espanhola. “Os mexicanos, por exemplo são mais arrojados no tempero e aprendi a gostar de alimentos preparados com mais especiarias, aqui o sul nós não usamos a quantidade e diversidade de temperos que eles usam” disse a aluna Camila Ribeiro.
Os alunos também praticaram as receitas e o processo de aprendizagem foi marcado pela interação com os colegas, sendo que na manhã de quinta-feira puderam realizar a degustação dos pratos e bebidas típicas desses países. A manhã foi movimentada no saguão da escola e contou com a presença da direção e da coordenadora da 14ª Coordenadoria Regional de Educação Enida Teresinha Lange Sallet.
O livro de receitas típicas dos 21 países que falam língua espanhola foi um trabalho dos alunos dos primeiros e terceiros anos do ensino médio, já o segundo ano do ensino médio trabalhou o folder com os pontos turísticos da cidade de Santo Ângelo.
Segundo a professora Silvia Aparecida Demeneghi o material gráfico e o livro de receitas é uma parte do projeto, pois além deste resultado o processo envolveu pesquisas, comparações com o Brasil e o Rio Grande do Sul. Incentivou o estudo de aspectos econômicos, sociais, linguísticos, gastronômicos, ou culturais de um modo geral.

Neste artigo

Participe da conversa