Sábado 03/03/2012

Veja-se esta frase: Trata-se de um modelo geoide – protótipo mais aproximado da Terra, visto que ela não é totalmente redonda. A palavra geóide tinha acento na penúltima...

334 0

Veja-se esta frase: Trata-se de um modelo geoide – protótipo mais aproximado da Terra, visto que ela não é totalmente redonda. A palavra geóide tinha acento na penúltima reforma ortográfica e pode continuar tendo até o último dia do ano de 2012.

Mas os jornalistas, fora outros que escrevem, dela já estão retirando o acento e deixando-a como será escrita a partir de 2013 – sem acento: geoide. Os ditongos abertos oi em paroxítonas não terão mais acento.

Quer-se ver agora o caso do verbo tratar na expressão trata-se de um modelo. A expressão trata-se está no singular porque depois dela no singular está um modelo. Se um modelo passar para o plural, a expressão trata-se também passará para o plural? Não. Não foi, não é e não será possível escrever tratam-se de dois ou mais modelos. Uma dica fácil e prática para deixar o verbo acompanhado de se no singular é ver se depois do se existe preposição.

Uma das preposições é o de. Se depois do se há preposição, qualquer preposição, o verbo fica sempre no singular. Três exemplos: Trata-se de um modelo, trata-se de dois modelos, trata-se de cem modelos; assiste-se a um filme, assiste-se a dois filmes, assiste-se a cem filmes; precisa-se de um político honesto, precisa-se de dois políticos honestos, precisa-se de cem políticos honestos.

É mais comum diante de nomes próprios o uso de extenso ou de abreviatura? Abreviatura: Dr. Mário de Andrade, Prof. Pedro de Alcântara… Pode-se escrever a abreviatura com inicial minúscula? Não, nunca. A abreviatura tem sempre a inicial maiúscula. Então é escrever Dr. Mário e não dr. Mário, Prof. Pedro e não prof. Pedro.

Neste artigo

Participe da conversa