Conheça o Sanhaçu que vive nas Missões

O colorido do Sanhaçu chamou atenção ao cruzar o verde de arbustos na manhã seguinte ao vendaval ocorrido em Santo Ângelo

99 0

Sanhaçu-papa-laranja - Pássaro sanhaçu-papa-laranja (Pipraeidea bonariensis)

O registro fotográfico de um Sanhaçu-papa-laranja no arvoredo da URI – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e Missões às vésperas do “Dia da Ave”, (5 de outubro), motivou a publicação desta matéria que destaca o colorido de uma espécie de ave típica da América do Sul que também pode ser vista em nossa cidade.
O colorido do Sanhaçu chamou atenção ao cruzar o verde de arbustos na manhã seguinte ao vendaval ocorrido em Santo Ângelo. O sanhaçu-papa-laranja também é conhecido como sanhaço-amarelo, sairão (Santa Catarina) e papa-ameixa.

Sanhaçu
Segundo informações disponíveis na Wikpédia, são aves muito ativas e vivem numa grande área que vai desde as encostas orientais dos Andes equatorianos, em altitudes de até 4 mil metros, até o litoral leste do sul da América do Sul, entre o estado brasileiro do Rio Grande do Sul e a Argentina. Preferem regiões de matas abertas ou degradadas, capões em descampados, jardins e parques urbanos.
O nome Científico é Thraupis bonariensis, mede em média 18 centímetros de comprimento. Os machos adultos têm penas de colorido vibrante, as fêmeas são pardo-esverdeadas; os jovens tem o alto da cabeça azulada e o peito e o abdome amarelados.
Vivem geralmente em pares ou pequenos bandos. Alimentam-se de frutas, insetos e às vezes folhas. Aparentemente realizam migrações, mas pouco se sabe em detalhe sobre seu comportamento na natureza.
Constroem um ninho em forma de taça em arbustos ou na copa de árvores, com fibras, folhas e penas. Sua reprodução também é pouco conhecida, mas foi relatado que fazem uma postura de 2 a 3 ovos de um azul muito claro com pintas coloridas. Incubam em 13 dias.

Você sabia que no dia 05 de outubro é comemorado o “Dia da Ave”?
A data comemorativa foi instituído pelo Decreto nº 63.234, de 12 de setembro de 1968 assinado pelo então Presidente Artur da Costa e Silva e já fixava o dia 5 de outubro como “Dia da Ave”. O Decreto foi revogado pelo Decreto 9.675, de 03 de outubro de 2002 assinado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso no qual manteve-se a data em 5 de outubro e definiu também que o símbolo do “Dia das Aves” é o Sabiá, considerada a Ave Nacional do Brasil.

Neste artigo

Participe da conversa