Suspeitos de praticar extermínio são presos

Seis pessoas foram presas suspeitas de participar da execução de um homem em Santo Ângelo e de um assalto

171 0

Prisões da Policia CivilNa manhã de sábado, dia 14, a Polícia Civil cumpriu cinco ordens judiciais entre mandados de busca e apreensão e de prisão. Com os seis suspeitos foram encontradas armas de fogo, drogas e objetos furtados. Estas pessoas são prováveis integrantes de uma facção chamada os “Balas na Cara” e são acusados de praticar o extermínio de rivais em nome do controle do tráfico de drogas no município.
A ação realizada por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Santo Ângelo, com apoio da Delegacia de Polícia de Entre-Ijuís, Caracterizou-se por uma ofensiva de repressão ao tráfico de drogas e crimes dolosos contra a vida. Tudo iniciou com a investigação de um homicídio ocorrido na madrugada dessa quinta-feira, dia 12, em Santo Ângelo, quando, segundo o delegado Heleno dos Santos “Um homem foi morto por três homens que invadiram a sua casa e efetuaram diversos disparos com arma de fogo, causando a morte da vítima por execução”.
A investigação da Polícia Civil concluiu que a morte do homem se deu em razão da disputa por ponto de venda de drogas. Foi possível identificar os três suspeitos do homicídio e efetuar a prisão preventiva destes elementos.

Escondido próximo
da casa da vítima
Na manhã do último sábado os policiais civis cumpriram os três mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão no bairro Sagrada Família. Durante as buscas, um homem, que estava em atividade suspeita, foi abordado pelos policiais civis. Ao fazer a identificação do indivíduo, foi constatado que tratava-se de foragido da região de Santa Maria pela prática de crimes patrimoniais.
“Ele estava escondido em uma casa no bairro Sagrada Família, a pouca distância da casa onde houve o homicídio na última quinta-feira”, contou o delegado. O foragido é considerado de alta periculosidade e conta com diversos antecedentes por roubo a estabelecimentos comerciais.

Os criminosos
continuavam agindo
Em continuidade às diligências, a Polícia Civil tomou conhecimento da ocorrência de um roubo à residência, ocorrido na manhã de sábado, no Bairro Colmeia, em Santo Ângelo. “Durante o roubo, uma família foi feita refém por dois indivíduos e uma das vítimas reagiu, entrando em luta corporal com os ladrões. O homem conseguiu desarmar um dos criminosos e efetuou disparos na direção deles, que, mesmo atingidos, conseguiram fugir”.
Os policiais civis tomaram as declarações da vítima que descreveu os autores do roubo e entregou a arma pertencente aos criminosos. “No desenrolar das diligências investigatórias, foi constatado que um dos suspeitos do referido roubo seria o mesmo investigado pelo homicídio ocorrido na madrugada de quinta-feira, e que a arma retirada pela vítima do roubo possivelmente seria a mesma arma utilizada para matar a vítima”, explicou o delegado Heleno.

Em busca dos comparsas
A Polícia Civil então deslocou para o bairro Rosenthal a fim de localizar os indivíduos do roubo e os suspeitos do homicídio. Seguindo os elementos de informação coletadas o esconderijo dos criminosos foi localizando, sendo possível a prisão dos suspeitos. “Os dois indivíduos baleados, que assaltaram a residência na madrugada de sábado, dia 14, foram encontrados e autuados em flagrante por roubo”.
Um deles também foi preso preventivamente pelo homicídio ocorrido na última quinta. Os outros dois suspeitos do homicídio também foram presos no local. “Uma mulher, que estava escondendo os indivíduos em sua residência, foi autuada em flagrante pelo crime de favorecimento pessoal”, acrescentou Santos. Uma pistola calibre 9mm, usada no roubo desta madrugada e, possivelmente a mesma arma usada na prática do referido homicídio, foi apreendida. Também foram apreendidos pinos de cocaína e objetos que haviam sido subtraídos das vítimas.

Neste artigo

Participe da conversa