Prefeitura decreta situação de emergência

Dois temporais atingiram a cidade na quarta e quinta-feira, deixando mais de 600 residências com estragos em razão dos fortes ventos e do granizo

671 0
Chuva e forte vento derrubaram postes na Zona Leste da Cidade
Chuva e forte vento derrubaram postes na Zona Leste da Cidade

O Prefeito Municipal Jacques Barbosa, decretou situação de emergência em Santo Ângelo, em razão de dois temporais que atingiram a cidade e deixam mais de 600 residências danificadas. Segundo o Coordenador da Defesa Civil Adelar Cavalheiro, até a manhã de ontem, já haviam sido distribuídos mais de 12 mil metros de lona à população. Além disso, equipes da prefeitura municipal se mobilizaram para atender todos os atingidos e providenciar lonas e telhas para a reconstrução da cobertura das residências.
O prefeito Jacques Barbosa disse que a Defesa Civil, as secretarias municipais e o Corpo de Bombeiros estão trabalhando no atendimento às pessoas que tiveram suas casas atingidas pelo granizo e pelos ventos, priorizando às famílias em situação de risco social.
Por volta das 19h da quarta-feira, dia 11, residências e veículos sofreram danos pelo granizo que chegou a ser maior que ovos de galinha. De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Francisco da Silva Medeiros, foram atendidas centenas de pessoas que tiveram suas residências avariadas pelo fenômeno. Os bairros mais atingidos pelo granizo foram São Carlos, Dido, Dytz e Santa Fé, porém em toda a zona urbana e rural foram registrados estragos.
Já na noite da quinta-feira, um novo temporal deixou mais de 300 casas danificadas, o vento arrancou o telhado de residências, derrubou árvores e postes.
Os bairros mais atingidos foram os zona Leste da cidade, como o Vera Cruz, João Goulart, Colmeia e Santa Clara. Com a contabilização dos estragos, o número de residências atingidas deve ser ainda maior.

Chega a 25 o número de municípios em situação de emergência

Até a tarde de ontem, pelo menos 25 cidades haviam decretaram situação de emergência devido aos fortes ventos, granizo e às chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde quarta-feira (11), conforme boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado. O levantamento também aponta que mais de 4,4 mil residências foram danificadas e duas famílias desalojadas em 67 cidades.

O governo do Estado dá atenção especial aos municípios afetados por adversidades meteorológicas, integrando órgãos, secretarias e coordenadorias. A Defesa Civil auxilia comunidades em situação de vulnerabilidade, desde o contato emergencial até a busca por formas de reparo, quando necessário.

 

Pedras de granizo que cairam na cidade no início da noite da última quarta-feira, dia 11
Pedras de granizo que caíram na cidade no início da noite da última quarta-feira, dia 11

IMG-20171011-WA0031 (1)

 

Neste artigo

Participe da conversa