Família é acusada de chefiar grupo criminoso em Santo Ângelo

A “Operação Verdun” da Polícia Civil prende 16 pessoas por tráfico de drogas e organização criminosa em Santo Ângelo. A organização movimentava mais de R$ 900 mil por...

210 0

Policia Civil (Copy)Dezesseis pessoas foram presas, no início da tarde da quarta-feira, dia 05, em Santo Ângelo, por tráfico de drogas e organização criminosa, na Operação Verdun da Polícia Civil. Deflagrada pela 1ª Delegacia de Polícia, a operação teve como alvo um grupo criminoso chefiado por uma família que vendia drogas em Santo Ângelo e municípios vizinhos.
Além das prisões, quatro adolescentes, entre 15 e 17 anos, que atuavam em pontos de fornecimento de drogas, foram apreendidos. A operação apreendeu cerca de dois quilos de cocaína e crack, avaliados em mais de R$ 100 mil. Segundo apurações preliminares, a organização criminosa movimentava mais de R$ 900 mil por mês. Também foram apreendidos 5 motos e 8 carros, adquiridos pelo grupo.
Durante as investigações, que iniciaram em junho desse ano, foi apontado que o chefe da organização gerenciava diversos pontos de venda de drogas na cidade, os quais funcionavam 24 horas.
Entre os vendedores que se revezavam no atendimento aos usuários estavam adolescentes – aqueles apreendidos. Também foi constatado que o transporte da droga era feito por um policial militar aposentado, o qual usava dessa condição para burlar a fiscalização das polícias, sem levantar suspeitas. O policial militar está entre os presos.
A Operação Verdun contou com o apoio das Delegacias de Polícia de Entre-Ijuís, Cerro Largo, Giruá e São Miguel das Missões, além da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e Delegacia de Polícia Para Criança e Adolescente Vítima (DPCA) – somando um efetivo de mais de 40 policiais civis da 13ª Delegacia de Polícia Regional (DPR).

 

 

Neste artigo

Participe da conversa