Profissionais de saúde são testados regularmente em Santo Ângelo

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está realizando periodicamente a testagem de todos os seus profissionais da área, incluindo servidores da secretaria, das unidades básicas de Saúde (UBS),...

193 0

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está realizando periodicamente a testagem de todos os seus profissionais da área, incluindo servidores da secretaria, das unidades básicas de Saúde (UBS), Estratégia Saúde da Família (ESF), agentes de endemia, funcionários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas e fiscais da vigilância sanitária e ambiental.

Segundo o secretário de Saúde, Luís Carlos Cavalheiro, a SMS definiu a aplicação dos testes em profissionais de serviços de saúde e de servidores que trabalham no atendimento ao público como prioridade em relação à segurança de todos e da comunidade santo-angelense. “O nosso objetivo é testar todos os servidores da saúde que atuam no atendimento à população. Basicamente, esse tipo de exame aponta se a pessoa teve ou não contato com o vírus e, quanto mais testes realizados, maior será o conhecimento da doença em Santo Ângelo. Hoje temos mais de dois mil testes realizados”, explica.

Com a repetição dos testes frequentemente, segundo o secretário, será possível detectar se há algum profissional infectado, que poderá inclusive estar assintomático, e afastá-lo das atividades para os devidos cuidados, reduzindo assim o risco de transmissão da doença.

REFORÇO NA ORIENTAÇÃO

De acordo com a coordenadora da Secretaria de Saúde, a enfermeira Andréia Bernardi, nas visitas às unidades de saúde foram reforçadas as orientações sobre o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) por todos os servidores, como uma das formas de evitar o contágio. As atualizações são focadas em orientações sobre o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos profissionais de saúde, como uma das formas de evitar contágio. “O EPI faz parte do funcionário, praticamente faz parte da sua rotina. É com ele que haverá garantia da integridade física e da saúde do trabalhador”, afirma.

Foto - Rodrigo Bergsleithner
Foto – Rodrigo Bergsleithner
Neste artigo

Participe da conversa