Militares e agentes saem às ruas contra a dengue

Operação com noventa militares do exército e agentes de endemia encontram larvas do mosquito da dengue em diversas residências do Bairro Castellarin, durante varredura

130 0

Militares em combate a dengue (21) (Copy)Um grupo formado por oitenta militares e quinze agentes de endemia realizou uma varredura contra proliferação de focos do mosquito aedes aegypti na manhã de ontem, no Bairro Castellarin e adjacências.
De casa em casa, os militares do 1º Batalhão de Comunicações e os agentes, verificaram possíveis criadouros e inclusive encontraram larvas do mosquito, principalmente em potes de flores.
As ações contra a proliferação e combate ao aedes aegypti tem sido intensificadas nas últimas semanas, uma vez que a cidade já possui dez casos de dengue neste mês.

Ações serão reforçadas na Zona norte
A coordenadora da Vigilância Ambiental, Selenir Arruda destacou que a zona norte da cidade também deve receber uma atenção especial nas ações de combate ao mosquito nos próximos dias, pois é uma das áreas com mais casos.
“Pedimos que, mesmo com essa fiscalização, a comunidade colabore, olhando cada dia em volta da sua casa, evitando o acúmulo de água parada, principalmente nas bandejas de potes de plantas, ou calhas sujas, tudo que possa contribuir para a proliferação de larvas”, afirmou a coordenadora.
Segundo a coordenadora, para realizar a varredura é feita a abordagem inicial em cada residência, dando orientações sobre os cuidados a serem tomados, como não deixar água parada. Após, se autorizado pelo morador, é realizada a fiscalização no pátio, para saber se há a presença de larvas naquele local. Se encontrada larvas ou focos do aedes aegypti durante a coleta, o material é encaminhado pela Vigilância Ambiental para a 12ª Coordenadoria Regional de Saúde.

Militares em combate a dengue (43) (Copy)

Militares em combate a dengue (31) (Copy)

Militares em combate a dengue (48) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa