Quando a política de desenvolvimento volta para a praça

O COMUDE – Conselho Municipal de Desenvolvimento de Santo Ângelo - reuniu-se na manhã de sexta-feira, dia 26 em Frente a Catedral Angelopolitana.

196 0
Reunião do COMUDE - Conselho Municipal de Desenvolvimento ocorre na Praça Pinheiro Machado - Foto: Marcos Demeneghi
Reunião do COMUDE – Conselho Municipal de Desenvolvimento ocorre na Praça Pinheiro Machado – Foto: Marcos Demeneghi

Do mesmo modo que ocorria em Atenas, na Grécia Antiga, quando o povo se reunia nas praças públicas para discutir política e tomar decisões a cerca dos problemas da cidade, o COMUDE – Conselho Municipal de Desenvolvimento de Santo Ângelo – reuniu-se na manhã de sexta-feira, 26 em Frente a Catedral Angelopolitana.

Palavras como verbo, ação, atitudes e liderança foram proferidas na Praça Pinheiro Machado. Ouviu-se ainda questionamentos como: Onde estão os projetos vencedores? O que está ocorrendo de positivo durante a pandemia? Que rumos vamos tomar no pós-pandemia?

José Roberto destaca a necessidade de união em prol de projetos de desenvolvimento, de mudar o atual posicionamento apático percebido em vários setores, para um espírito de motivação. O Presidente do Conselho, Hed Vilson Pires, reforça a necessidade de empreender ações efetivas e sair do campo do discurso, chegou a afirmar que não precisamos de livros de receitas. Ele acredita que o desenvolvimento passa pelas pessoas que fazem, desde os serviços mais simples, até aqueles que estão ao nível das ideias e das decisões.

Além de requisitar uma audiência com o prefeito do município o conselho pretende realizar uma série de lives (entrevistas) com pessoas que lideram projetos vencedores, mesmo diante do cenário pandêmico.

Integrantes do COMUDE assumiram um posicionamento de ação no sentido de provocar os setores público e privado. A proposta do grupo é fomentar setores que estão para além da saúde pública. Embora, reconheçam a gravidade do momento, estes integrantes do conselho acreditam que estamos sujeitos a um longo período de adaptação nas questões de cuidados com a saúde. No entanto, neste novo contexto é necessário ter uma visão proativa para que a região e o município continuem avançando e se desenvolvendo.

Hed Vilson Pires, Mara Battu, Simone Vargas Lunkes, José Roberto Oliveira, Diomar Formenton
Hed Vilson Pires, Mara Battu, Simone Vargas Lunkes, José Roberto Oliveira, Diomar Formenton

Edição | Marcos Demeneghi

Neste artigo

Participe da conversa