A polêmica do pórtico

Um arco metálico localizado na Rua Marechal Floriano declarava, nas cores verde/amarelo, apoio a reforma da previdência.

211 0

Placa - Sim a Reforma da Previdencia (Copy)Uma manifestação política em espaço público, sem a identificação, foi motivo de polêmica em Santo Ângelo. Um arco metálico localizado na Rua Marechal Floriano declarava, nas cores verde/amarelo, apoio a reforma da previdência. A Administração Municipal recebeu pedidos de explicação e o CDL, responsável pela publicidade também se manifestou.
Além das manifestações populares e informais nas redes sociais, o SindiComerciários – Sindicato dos Empregados no comércio de santo Ângelo expediu um ofício ao prefeito da cidade, perguntando se a publicidade era da Prefeitura Municipal. Questionou também se o Município apoiava a reforma da previdência e se caso o material publicitário não fosse da Administração Municipal, quais eram os entes responsáveis. A representação dos funcionários do comércio também solicitou a cedência, de outros pórticos da cidade, para manifestação contrária a reforma.
Na segunda-feira, dia 27, a placa foi retirada, e, diante do ato, o CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, Sindilojas Missões e ACISA – Associação Comercial Cultural, Industrial, Serviços e Agropecuária de santo Ângelo, se manifestaram como responsáveis pelo ato de apoio a reforma da previdência. Imediatamente protocolaram um ofício dirigido ao Prefeito Jacques Barbosa, pedindo explicação e declarando que o ato foi um desrespeito a opinião das entidades envolvidas:
“Estranhamente nesta data, foram retiradas pela Prefeitura Municipal, razão pela qual gostaríamos de saber quem ordenou a retirada da mesma e a pedido de quem foi feito. Em todos estes anos não fomos censurados em nossas opiniões, assim como também, respeitamos a opinião dos demais. Em mais de trinta anos nunca fomos tão desrespeitados em nossa opinião”. Declararam as entidades patronais em sua carta direcionada ao Prefeito.

Neste artigo

Participe da conversa