Ornamentais e produtivos

Esta espécie está plantada no canteiro central em um trecho que inicia próximo da Estação Rodoviária e segue até a Rua Aniceto Gomes Castanho

261 0

Butiazeiros e Jerivas sete de setembro e fenamilho (11) (Copy) (Copy) (Copy)Uma sequência de 20 butiazeiros compõe a arborização da Av. Sete de Setembro em Santo Ângelo. Esta espécie está plantada no canteiro central em um trecho que inicia próximo da Estação Rodoviária e segue até a Rua Aniceto Gomes Castanho. O porte que estes butiazeiros já alcançaram indicam que eles são de “meia idade”.
O Sr. Nelson Rodrigues de Oliveira, que mora há 30 anos nas proximidades, relembra: “quando vim para este lugar os butiazeiros já estavam plantados e produtivos”, ele não sabe revelar detalhes sobre a origem e plantio dos butiás, mas reconhece que chegaram antes dele na Av. Sete de Setembro.
Antonio Cardoso que hoje trabalha na Secretaria de Meio Ambiente afirma que Nicanor Argemiro Desengrini era o responsável chefe pela equipe de manutenção da Secretária de Obras na época do plantio e teria conduzido o trabalho de implantação desta espécie nativa no canteiro central da Avenida. Portanto, foi uma iniciativa da administração pública, não sabe-se o ano exato, mas é possível fazer uma estimativa.
Estima-se que o butiá demore de 8 a 12 anos para produzir o primeiro cacho, sendo assim, os pés de butiás plantados na Av. Sete de Setembro podem ter mais de 40 anos. Saudáveis e livres de doenças poderão continuar produtivo por 100 anos e crescerem até sete metros de altura.
O butiá é uma palmeira nativa da nossa região. No brasil pode ser encontrada de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, também ocorre no Paraguai, Argentina e Uruguai. Tem frutos, alaranjados, que podem ser consumidos in-natura, em forma de geléia, licor, cachaça e vinagre. As sementes também são comestíveis de onde se extrai óleo.
Os cachos de butiás que resultam destes exemplares da Avenida, muitas vezes são ensacados por moradores que cortam e levam os cachos inteiros, contou uma comerciante que mantém um estabelecimento naquele trecho, embora os butiás estejam em área pública, ela entende que, caso houvesse mais sensibilidade e bom senso, mais pessoas poderiam usufruir do sabor dos butiás.

Butiazeiros e Jerivas sete de setembro e fenamilho (6) (Copy)Butiazeiros e Jerivas sete de setembro e fenamilho (8) (Copy) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa