Novo local de atendimento

Em um novo espaço localizado na Rua Antunes Ribas, 1134 (em frente à Câmara de Vereadores), estão centralizados os setores de expedição de alvarás, cadastro imobiliário e todo...

160 0

espaço cidadao

 

A Prefeitura muda o local de atendimento ao público em vários setores. Em um novo espaço localizado na Rua Antunes Ribas, 1134 (em frente à Câmara de Vereadores), estão centralizados os setores de expedição de alvarás, cadastro imobiliário e todo o setor tributário do Município (IPTU, ISSQN, ITBI e outros) e, no primeiro piso, a Secretaria Municipal do Planejamento, Escritório da Cidade, Setor de Certidões, Setor de Engenharia, Setor de Projetos, Fiscalização ambiental e a Rede Nacional da Simplificação e Desburocratização de Empresas e Negócios (RedeSIM).

A Secretaria Municipal de Indústria e Comércio que funcionava junto ao Centro de Cultura, foi instalada na esquina das ruas Antunes Ribas e Antônio Manoel, onde também está o Departamento de Compras e Patrimônio. O local também abriga o setor de fiscalização de obras e a Emater que estão sendo remanejados do prédio locado na Avenida Venâncio Aires e passarão a atender no complexo da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (Rua Marechal Floriano, 160).
Também foram centralizados em próprios da Prefeitura e prédios locados entregues, a Liga Feminina de Combate ao Câncer e a Junta do Serviço Militar, em anexo ao Centro Especializado de Referência de Assistência Social (CREAS), na Rua Carlos Gomes, 555, esquina com a Rua Marechal Floriano.
O Departamento Municipal de Trânsito foi realocado no Parque de Exposições Siegfried Ritter.
Segundo informações do secretário Hélio Costa, inserido no programa do governo para otimização do atendimento e economicidade, o próximo passo será a transferência dos setores de almoxarifado da linha pesada, depósito de ornamentos e do arquivo municipal para a antiga CEASA, em instalações localizadas às margens da RS 344, cedida pelo Estado.
O secretário da Administração Hélio Costa destaca que a economia direta com locação de prédios que sediavam os serviços do Município é de R$ 5 mil mensais, porém, avalia o secretário, estes valores acrescem quando computadas a redução de custos de forma indireta, como despesas contínuas de água, luz, telefone e monitoramento, e a racionalização de recursos humanos. “Estamos otimizando o serviço prestado ao contribuinte e racionalizando o uso de recursos públicos”, afirmou.

Neste artigo

Participe da conversa