“Lá se foi o boi com a corda”

Um terneiro passeava tranquilamente pela Rua 15 de novembro, zona sul de Santo Ângelo, na manhã do último domingo, dia 18. A foto do Retrato Cotidiano de hoje...

627 0

img-20160918-wa0007Um terneiro passeava tranquilamente pela Rua 15 de novembro, zona sul de Santo Ângelo, na manhã do último domingo, dia 18. A foto do Retrato Cotidiano de hoje ilustra um ditado popular: “Se foi o boi com a corda”, usado, principalmente, no sul do país quando perdemos o controle de uma situação.
O animal passeava pela rua, desviando dos veículos que passavam pelo local. O bovino, aparentemente bem cuidado, ainda estava com uma corda no pescoço, mostrando que provavelmente deve ter escapado de algum lugar, ao breve descuido do seu dono. O terneiro andava por alguns metros, parava, mexia nas lixeiras e continuava a caminhada, seguindo pela Rua 15 de novembro até a rótula com a Avenida Rio Grande do Sul, quando parou para pastar a grama existente na Rótula.
Na rótula, o bovino curiosamente cheirava as palmeiras e pastava a grama, ficando ali por alguns minutos e depois de se alimentar, seguiu tranquilo pela Avenida Rio Grande do Sul em direção à Getúlio Vargas, proximidades do Estádio da Zona Sul, onde não foi mais visto.
O passeio, gerou curiosidade, principalmente das crianças que estavam no local e que passavam de carro, que aproveitaram pra tirar fotos do animal.
O flagrante mostra também que no Rio Grande do Sul não são somente os cavalos que desfilam pelas ruas durante a Semana Farroupilha.

Neste artigo

Participe da conversa