Animais na pista

Cavalos atravessam a Avenida Salgado Filho próximo ao Condomínio 300 Anos na manhã de quinta-feira, dia 29. O descuido dos proprietários pode provocar acidentes, principalmente se o condutor...

145 0

Cavalos na pista (1) (Copy)Cavalos atravessam a Avenida Salgado Filho próximo ao Condomínio 300 Anos na manhã de quinta-feira, dia 29. O descuido dos proprietários pode provocar acidentes, principalmente se o condutor estiver mais distraído. Evite incômodos com este tipo de situação:
– Ao avistar animais na pista, a primeira atitude a tomar é reduzir a velocidade e jamais buzinar, para não assustá-los.
– Pelo mesmo motivo, você não deve ligar o farol alto nessas situações. Animais assustados podem ter reações inesperadas, o que torna o momento ainda mais imprevisível. Eles também podem ficar paralisados de susto, congestionando a via.
– Ultrapasse os animais que estiverem atravessados na pista sempre por trás, de modo a diminuir a velocidade de reação do animal. Lembre-se: bois e vacas não recuam, diferente dos cavalos, que podem ter reações inesperadas.
– Ao passar por uma boiada ou um outro agrupamento de animais, vá em primeira marcha e lembre-se, nunca buzine. Também feche os vidros por motivo de segurança.
– Diante de animais de pequeno porte (um cachorro, por exemplo), a tendência natural é frear ou desviar bruscamente, principalmente quando se está trafegando em alta velocidade. Antes de qualquer manobra, veja pelo retrovisor se vem algum carro atrás. Um movimento inesperado pode provocar um acidente.
– Após passar por um animal, pisque os faróis para os carros que vierem no sentido oposto e faça um sinal com a mão para baixo, mostrando quatro dedos. Na “linguagem da estrada”, você está avisando que há animais na pista. Os dedos representam as patas.

Neste artigo

Participe da conversa