Cinco países, trinta povos… “Uma nação”

Representantes do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia se encontram em São Miguel das Missões no dia 7 de agosto. O Governador José Ivo Sartori confirmou presença, entre...

190 0
Sítio Arqueológico de São João Batista
Sítio Arqueológico de São João Batista

Pela primeira vez, um Governador do Estado do Rio Grande do Sul assinou o compromisso de participar da construção de um projeto cultural e turístico que envolve cinco países da América do Sul. O governador José Ivo Sartori recebeu, no dia 13, deste mês, uma comitiva do departamento de Itapúa, do Paraguai, liderada pelo governador Luis Gneiting Dichtiar. No encontro, que ocorreu no Palácio Piratini, foi acordada a unificação do projeto ‘Circuito Internacional das Missões Jesuíticas Sudamérica’, uma parceria para viabilizar a implementação da Rota Jesuítica – Circuito Internacional das Missões Jesuíticas e o Caminho das Missões.

O GOVERNADOR EM SÃO MIGUEL DAS MISSÕES
Além da assinatura do acordo o governador confirmou a presença em uma reunião que ocorrerá no dia 7 de agosto em São Miguel das Missões, na qual participarão lideranças de todas as regiões dos 30 povos. Entre os objetivos do encontro está a construção de uma agenda comum que possa unificar políticas públicas, equalizar o entendimento sobre o patrimônio cultural e histórico deixado pelos Jesuítas e Guaranis, traços comuns encontrados na gastronomia, música, arquitetura e espiritualidade destes povos.

PASSO DECISIVO
Há 24 anos Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Brasil estudam um modo de integrar políticas públicas e privadas em torno da Cultura Jesuítica Missioneira. Já foram assinados vários acordos, cartas de compromissos e levantadas às necessidades de infraestrutura para o desenvolvimento do turismo integrado. No próximo mês um passo decisivo será dado para afinar os projetos de infraestrutura, bem como o discurso que poderá potencializar a comunicação dos conteúdos culturais dos 30 Povos Missioneiros.
O Acordo de Interesse envolve Argentina, Bolívia, Uruguai, Paraguai e Brasil, representado pelo Rio Grande do Sul. O projeto propõe a integração dos povos que compõem as Missões Jesuíticas, para a formação de um circuito internacional consolidado como única Nação Missioneira, resgatando a história e refazendo os caminhos percorridos por índios e jesuítas.
Há um interesse do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento em financiar projetos nesta área e demandas que possam melhorar o fluxo turístico nestas regiões. Santo Ângelo lidera demandas como a:
– Internacionalização do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju (em Santo Ângelo);
– Construção de acesso asfáltico às localidades de São João Baptista e São Lourenço;
– Ponte internacional Porto Xavier/San Javier;
– Construção de centros de atenção e informação turística, sinalização em rodovias federais e estaduais, entre outras demandas.

ASSINATURA DO ACORDO DE UNIFICAÇÃO
Entre as lideranças locais presentes na Capital do Estado que acompanharam a assinatura do protocolo, estavam o Secretário de Turismo de Santo Ângelo, Vando Ribeiro de Souza, os presidente da AMM/Funmissões, Brasil Antonio Sartori, do diretor do Detur, Ricardo Klein, José Roberto de Oliveira e Luiz Carlos Dallepiane. Também participaram do encontro o governador do Departamento de Itapuá, Paraguai, Luis Gneiting, entre outras autoridades paraguaias.
O governador destacou a importância de acordos entre estados de países ligados ao Mercosul, que tenham identificação histórica, para solidificar o relacionamento e possibilitar novas e importantes parcerias. “Este é o caminho para a integração”, afirmou. Sartori reiterou que o Rio Grande do Sul, por sua localização, tem papel estratégico e interesse no projeto. “Temos que trabalhar conjuntamente e promover a integração cultural e turística deste patrimônio que temos”, concluiu o Governador do Rio Grande do Sul.

Neste artigo

Participe da conversa