Os Três “Santos Martires das Missões” despertam a fé dos católicos

A fé em Roque Gonzales, Afonso Rodrigues e João de Castilhos levará mais de 10 mil peregrinos ao Santuário do Caaró neste domingo, dia 19. Local onde existe...

52 0

Santos Martires 04A Romaria Católica levará mais de 10 mil fiéis ao Santuário do Caaró, local onde foram mortos por guaranis contrários a evangelização, em 1826, dois padres Jesuítas: Roque Gonzales e Afonso Rodrigues. O fato foi liderado pelo cacique-pagé Nheçu e ocorreu no dia 15 de novembro, dois dias mais tarde, João de Castilhos que fazia parte da mesma missão foi morto pelos mesmos índios em Assunção do Ijuí.

Os padres são conhecidos como os “Três Santos Mártires das Missões” e neste domingo, dia 19, Caaró recebe peregrinos vindos de várias cidades do estado e até de outros países que participarão da 84ª Romaria Diocesana ao Caaró, na cidade de Caibaté onde se mantém um santúario e uma fonte de água considerada milagrosa.

Roque Gonzales, Afonso Rodrigues e João de Castilhos são Santos Brasileiros. A beatificação foi declarada pelo Papa Pio XI em 28 de Janeiro de 1937. Canonizados e declarados Santos oficialmente pelo Vaticano no ano de 1988 pelo Papa João Paulo II. A Romaria do Caaró é considerada o maior evento anual organizado pela

Diocese de Santo Ângelo.
Tradicionalmente pessoas de diversos municípios se juntam a pessoas que realizam uma peregrinação que parte da cidade de Santa Rosa e cruza terras missioneiras com itinerário que percorre seis municípios.

Padre Roque Gonzales
Padre Roque Gonzales é considerado o pioneiro da evangelização em terras brasileiras, nasceu na cidade de Assunção no ano de 1576, filho de pai e mãe espanhóis foi ordenado padre da Companhia de Jesus no ano de 1599. Contudo conviveu com guaranis em sua infância e aprendeu a língua dos índios, foi um defensor deste povo e construiu uma história movida por ideiais de justiça.

Roque Gonzales inspira milhares de pessoas. Sergio Venturini é um historiador conhecido por realizar caminhadas e percorreu a pé mais de quatro mil quilômetros remontando caminhos traçados pelos Padres Missioneiros. Venturini é um particular admirador de Roque Gonzales pela história que ele considera um exemplo de vida. “Ao meu juízo, padre Roque Gonzales foi o mais destacado missionário jesuíta durante os 150 anos da experiência missioneira, e não recebeu o devido reconhecimento, tanto dos historiadores, quanto da própria Companhia de Jesus, apesar de ser hoje, Santo da Igreja Católica Apostólica Romana.

O coração do padre é guardado em uma relíquia na cidade de Assunção e envolve uma forte mística de fé, pois mesmo depois de morto o padre teria falado com os índios assassinos, declarando que teriam matado somente o corpo e mais tarde, Roque voltaria para continuar cuidando do povo guarani.

No Santuário do Caaro existe uma nascente de água, considerada milagrosa e a benção da saúde que ocorre na tarde de domingo é um dos momentos mais esperados pelos peregrinos.

De Santo Ângelo partem ônibus com lotações organizadas pelas paróquias locais e os católicos também se organizam individualmente com deslocamento de automóvel até pontos estratégicos onde se juntam os peregrinos.

Neste artigo

Participe da conversa