Manifesto contra a redução da atuação do Estado

Mobilização de servidores Estaduais mostrou cartazes e chamou a atenção da população do município de Santo Ângelo para as políticas públicas adotadas com o funcionalismo em curso no...

848 0

manifestacao-02

Manifestantes exibiram cartazes e realizaram uma caminhada durante o protesto
Manifestantes exibiram cartazes e realizaram uma caminhada durante o protesto

Os manifestantes acreditam que congelar os gastos públicos durante 20 anos, tem o propósito de reduzir a atuação do governo federal em áreas essenciais, como a educação, saúde e segurança. Segundo os professores, no Rio Grande do Sul a política de atuação do governo segue o mesmo curso. O Governo Sartori anuncia diariamente que não há recursos para a educação e para a saúde, parcela o salário dos professores e retêm recursos dos hospitais.
A Professora Joseida Vidor presente na manifestação lamenta a postura de muitos colegas que não se manifestam neste tipo de ato, pois sentem vergonha de lutar pela educação acreditando que todo e qualquer exercício de protesto seja um ato pejorativo e de pessoas menos esclarecidas, ou simplesmente ato organizado por partidos políticos e não o partido da educação e da valorização da educação pública e de qualidade, como ferramenta de desenvolvimento social.
Segundo os cartazes dos manifestantes e a música que ecoava pelas ruas a política estadual e nacional materializa-se na PL 257 e na PEC 55 (antiga 241), no parcelamento dos salários e na alegação da falta de recursos para estas áreas que são as mais essenciais para a população. Temer e Sartori seriam representantes de um modo de governo que pretende enxugar a máquina pública, no entanto, penaliza os servidores. Os policias civis além de estarem presentes no ato, realizaram uma paralização por 24h.

Neste artigo

Participe da conversa