Quarta-feira 7/03/2012

Essa tal dualidade Quanto mais aprendemos a escutar a inteligência do coração e segui-la, tanto mais equilibradas e coerentes tornam-se as nossas emoções. Sem ela, nos tornamos presa...

544 0

Essa tal dualidade

Quanto mais aprendemos a escutar a inteligência do coração e segui-la, tanto mais equilibradas e coerentes tornam-se as nossas emoções. Sem ela, nos tornamos presa fácil do medo, raiva, culpa, insegurança etc.

As emoções negativas criam ritmos cardíacos e nervosos irregulares e desorganizados provocando uma sobrecarga no coração e outros órgãos, sendo capaz de levar a sérios problemas de saúde.

Enquanto que emoções positivas aumentam a ordem e equilíbrio no sistema nervoso e produzem ritmos cardíacos regulares e harmoniosos. Este estado de coerência e harmonia diminui o estresse, eleva o nível do DHEA (hormônio anti envelhecimento), inclusive aumentando a nossa resistência a infecções e doenças.

A mente opera de uma maneira linear e lógica o que é muito útil e importante no dia a dia, mas às vezes precisamos algo além da análise lógica para resolver algum problema e aí entra a capacidade intuitiva e emocional que é a inteligência do coração. Quando essas duas inteligências, coração e cérebro, estão em estado de coerência, tudo se harmoniza no organismo.

1-Reconheça o sentimento estressante e congele-o. Faça uma pausa.

2-Faça um esforço sincero para afastar sua atenção da mente apressada ou das emoções perturbadoras para a área ao redor do coração. Finja que está respirando através do coração para ajudar a concentrar a sua energia nessa área. Mantenha sua concentração aí por pelo menos 10 segundos.

3-Lembre-se de um sentimento positivo ou divertido, ou de uma época boa que você teve na sua vida, e tente revivê-los.

4-Agora, usando a intuição, o senso comum e a sinceridade, pergunte ao coração: “Qual seria a sua resposta mais eficiente para a situação, uma resposta que reduza ao mínimo o estresse futuro?”

5-Ouça o que o coração diz em resposta à sua pergunta. (Esta é a melhor maneira de por em xeque sua mente e suas emoções reativas e uma fonte interior de soluções baseadas no bom senso!). E tente apagar o que o machucou e dê novo sentido à sua vida, ao lado da família (Baseado em Dalai Lama).

Neste artigo

Participe da conversa