Toque de carinho da Astrid

Na Av. Brasil cada ipê localizado entre a Marechal e a Marquês tem uma touceira de Orquídea implantada por Asterid Schneider

187 0
Ipês da Av. Brasil (13)
Astrid Schneider mostra como realizar mudas de dendrobium

No trecho entre a Marquês e a Marechal, cada ipê amarelo tem uma touceira de orquídea. Trabalho voluntário de Astrid Schneider. Com ajuda de uma escada, uma kombi e dois homens que cumpriam medida socioeducativa, fixou 200 bulbos de orquídea (dendrobium nobile orchid) em cada um dos ipês daquele trecho no início da década de 90.

Nas árvores da Praça Ricardo Leônidas Ribas também foram fixadas 100 mudinhas, porém, estas últimas não existem mais, não pegaram ou foram levadas pela população. As formigas também acabaram com as orquídeas fixadas no trecho entre a Antunes Ribas e a Marquês do Herval. Outro local ornamentado pelas orquídeas da Astrid pode ser visto em frente a Catedral Angelopolitana, na alto das palmeiras é possível apreciar o colorido que é resultado do trabalho feito naquela época.

Astrid tem um carinho especial pela natureza e zelo pela cidade que adotou desde agosto de 1978. A inspiração para realizar o cultivo de orquídeas em árvores veio da cidade de Blumenau, onde residia com o esposo, Rubens, que na época era militar da ativa. Astrid conta que fez a ação de implantar as orquídeas entre os anos de 1993 e 1996, durante a administração municipal de Adroaldo Mousquer Loureiro, que autorizou a ornamentação proposta.

Orquídeas 02
Touceiras de dendrobium nobile orchid nos Ipês da Av. Brasil em Santo Ângelo – Foto Marcos Demeneghi
Ipes da Av. Brasil (15)
Orquídea matriz que originou os bulbos para implantar nos passeios públicos em Santo Ângelo
Orquídeas 05 (2)
Passeio público em Santo Ângelo. Orquídeas dendrobium nobile orchid no alto dos Ipês da Av. Brasil – Foto: Marcos Demeneghi

 

Neste artigo

Participe da conversa