Anu-branco e seu bando na zona urbana de Santo Ângelo

Jovem anu-branco acompanha o bando em revoadas urbanas em busca de alimento. Este pássaro fotografado por nossas lentes em Santo Ângelo é típico da região e conhecido pelo...

288 0

Conhecido nas missões como Pilincho é uma das aves típicas da região e também frequenta o espaço urbano de Santo Ângelo. No entanto, o som é mais ouvido no interior do município, na zona rural

Anu-branco (Pilincho) - Foto: Marcos Demeneghi
Anu-branco (Pilincho) – Foto: Marcos Demeneghi

Jovem anu-branco acompanha o bando em revoadas urbanas em busca de alimento. Este pássaro fotografado por nossas lentes em Santo Ângelo é típico da região e conhecido pelo nome de “Pilincho” e pertence ao gênero ‘Guira guira’.

O santo-angelense Dante Andres Meller é um especialista nas aves da região noroeste do Rio Grande do Sul e descreve as características do anu-branco que pertence a família Cuculidae. Não é considerada uma ave de grande porte, mas possui aproximadamente 38 cm, os membros desta família são facilmente identificadas pelo topete eriçado, bico forte e curvo. Possui o ventre na coloração creme e o dorso escuro, todo riscado, sua calda também é longa e mais escura.

O bando de aproximadamente cinco aves destacava-se por sua característica e tamanho. Eles não passam despercebidos, no início da tarde este bando chamava a atenção pelo barulho que fazia ao movimentar-se entre os galhos mais baixos de uma árvore do espaço urbano, chegando a pousos no passeio público, quando sua luz refletiu mais generosamente na lente da câmara e a foto pode ser capturada com mais perfeição.

Em geral, eles habitam beira de mata, capoeiras e banhados. São carnívoros, alimentam-se de aranhas, lacraias, gafanhotos, lagartixas, camundongos… também podem, alternativamente, se alimentarem de pequenos frutos e sementes.

Pilincho (3) (Copy)

Segundo informações da enciclopédia livre na internet a etimologia da palavra “Anu” e “anum” derivam do termo tupi a’nu. “Guirá-acangatara” vem do tupi wi’rá akãnga’tara, que significa “ave de cocar”. “Quiriru” vem do tupi kiri’ru. A final, o topete eriçado e levemente alaranjado é uma das características mais marcantes do Pilincho, típica ave que habita o Rio Grande do Sul e parte da América do Sul.

Pilincho (12) (Copy)

Pilincho (8) (Copy)

Neste artigo

Participe da conversa