Sábado 28/01/2012

GásTudo bem que é início de temporada, mas, é inegável que está faltando gás aos atletas colorados. Pode ser o time principal ou o sub 23 ou o...

552 0

Gás
Tudo bem que é início de temporada, mas, é inegável que está faltando gás aos atletas colorados. Pode ser o time principal ou o sub 23 ou o time B como queiram, todos têm esta carência. A equipe começa atuando bem, porém, na segunda etapa morre fisicamente. Algo não esta funcionando na preparação física e isto não é de agora, em 2011, o Internacional já demonstrava esta deficiência.
Resultado
Apesar do domínio e das inúmeras chances desperdiçadas, o Internacional derrotou o Once Caldas pelo placar mínimo. A vantagem para o jogo da volta na Colômbia, na minha opinião é boa, embora concorde que ela poderia ser mais confortável.  Pelo que se viu no Beira Rio, o adversário não é tudo aquilo que a imprensa falava. O Internacional, se conseguir intensificar a sua preparação física, tem ótimas chances de conseguir superar o seu concorrente, pois tem a seu favor três resultados possíveis: Vitória, empate e até mesmo a derrota com diferença mínima, desde que marque um gol!
O Jogo
O Internacional começou a partida num ritmo eletrizante. Em menos de cinco minutos foram criadas e esbanjadas três situações claríssimas de gol. Duas com Damião e uma com Oscar, a mais clara de todas. O argentino e maestro do time D’Alesandro foi o grande destaque da partida. Em uma de suas especialidades, presenteou Damião com uma assistência milimétrica, deixando o atacante colorado livre para marcar o único gol da partida. Na segunda etapa, o time freou.  Sem preparo físico, o time estacou em campo. Nada funcionava. D’Ale, visivelmente esgotado, não produzia mais. Oscar de atuação apagada desapareceu do jogo e o estreante Dagoberto sentiu o cansaço e foi substituído por um dispersivo Marcos Aurélio. No final, ambas as equipes pareciam satisfeitas com o resultado.
Dátalo
O meia Dátalo que o Internacional contratou já esta na capital gaúcha. Chega com pompas de ter vestido a camisa principal da Seleção Argentina. O argentino (mais um) estava trabalhando no futebol espanhol, mas atuou em poucas partidas. Recorri à internet para pesquisar mais sobre este jogador. Dátalo quando pertencia ao Boca, jogava muito. Dono de uma técnica apurada, canhoto, chuta com muita freqüência de fora da área. Acredito que o Internacional fez uma belíssima aquisição!
Rifa
Circula em nossa cidade e na região a promoção do Santo Ângelo. A promoção é uma rifa com 76.000 mil números ao custo de apenas R$ 20,00! Os prêmios são interessantes. O primeiro é uma camionete S10.  O segundo é um Gol, o terceiro é um Pálio, o quarto um Ford KA e o quinto um Celta. Desde 2005, o time missioneiro busca retornar a séria A do gauchão. Quem sabe agora, em 2012, com a colaboração de todos, o time alcance seu objetivo? Vamos torcer e ajudar! Eu adquiri seis números. Assim ajudo meu clube e ainda tenho chances de ter uma camionete na garagem!
Pensamento
“Onde há muito sentimento, há muita dor”. (Leonardo Da Vinci)
*Um ótimo e abençoado final de semana!

Gás
Tudo bem que é início de temporada, mas, é inegável que está faltando gás aos atletas colorados. Pode ser o time principal ou o sub 23 ou o time B como queiram, todos têm esta carência. A equipe começa atuando bem, porém, na segunda etapa morre fisicamente. Algo não esta funcionando na preparação física e isto não é de agora, em 2011, o Internacional já demonstrava esta deficiência.
Resultado
Apesar do domínio e das inúmeras chances desperdiçadas, o Internacional derrotou o Once Caldas pelo placar mínimo. A vantagem para o jogo da volta na Colômbia, na minha opinião é boa, embora concorde que ela poderia ser mais confortável.  Pelo que se viu no Beira Rio, o adversário não é tudo aquilo que a imprensa falava. O Internacional, se conseguir intensificar a sua preparação física, tem ótimas chances de conseguir superar o seu concorrente, pois tem a seu favor três resultados possíveis: Vitória, empate e até mesmo a derrota com diferença mínima, desde que marque um gol!
O Jogo
O Internacional começou a partida num ritmo eletrizante. Em menos de cinco minutos foram criadas e esbanjadas três situações claríssimas de gol. Duas com Damião e uma com Oscar, a mais clara de todas. O argentino e maestro do time D’Alesandro foi o grande destaque da partida. Em uma de suas especialidades, presenteou Damião com uma assistência milimétrica, deixando o atacante colorado livre para marcar o único gol da partida. Na segunda etapa, o time freou.  Sem preparo físico, o time estacou em campo. Nada funcionava. D’Ale, visivelmente esgotado, não produzia mais. Oscar de atuação apagada desapareceu do jogo e o estreante Dagoberto sentiu o cansaço e foi substituído por um dispersivo Marcos Aurélio. No final, ambas as equipes pareciam satisfeitas com o resultado.
Dátalo
O meia Dátalo que o Internacional contratou já esta na capital gaúcha. Chega com pompas de ter vestido a camisa principal da Seleção Argentina. O argentino (mais um) estava trabalhando no futebol espanhol, mas atuou em poucas partidas. Recorri à internet para pesquisar mais sobre este jogador. Dátalo quando pertencia ao Boca, jogava muito. Dono de uma técnica apurada, canhoto, chuta com muita freqüência de fora da área. Acredito que o Internacional fez uma belíssima aquisição!
Rifa
Circula em nossa cidade e na região a promoção do Santo Ângelo. A promoção é uma rifa com 76.000 mil números ao custo de apenas R$ 20,00! Os prêmios são interessantes. O primeiro é uma camionete S10.  O segundo é um Gol, o terceiro é um Pálio, o quarto um Ford KA e o quinto um Celta. Desde 2005, o time missioneiro busca retornar a séria A do gauchão. Quem sabe agora, em 2012, com a colaboração de todos, o time alcance seu objetivo? Vamos torcer e ajudar! Eu adquiri seis números. Assim ajudo meu clube e ainda tenho chances de ter uma camionete na garagem!
Pensamento
“Onde há muito sentimento, há muita dor”. (Leonardo Da Vinci)
*Um ótimo e abençoado final de semana!
Neste artigo

Participe da conversa