Livro Espírita aborda passagens da vida de Sepé

A obra mediúnica traduz uma visão pacificadora de Sepé Tiaraju e conta fatos do tempo das reduções e também da atuação de Sepé como “Guardião das Terras do...

249 0

Sepé o guerreiro da paz - 02“Sepé, o guerreiro da paz” é um livro de literatura espírita que foi lançado na noite de quinta-feira, dia 08, no Grupo Espírita Seara do Mestre, em Santo Ângelo. A escritora Maria Elisabeth Barbieri fez uma sessão de autógrafos e uma palestra falando da sua experiência mediúnica para compor o livro. As narrativas, em grande parte, são de Oscar Pithan, que em uma encarnação anterior era conhecido como Padre José, pai de criação de Sepé Tiarajú.
Maria Elisabeth conta que o livro é composto por narrativas que revelam a face pacificadora deste índio que impressionava pelo seu poder de liderança. A inteligência, amor e trabalho de Sepé, exercia influência em todos que conviviam com ele.
A autora disse que é necessário revelar a verdadeira sentido da missão deste espírito, que ficou sepultada por interesses escusos. Neste momento social o livro vem fazer justiça ao legado de Sepé Tiaraju, antes de um guerreiro bélico era um pacificador que preferiu a morte para mostrar aos seus irmãos que a vitória não está onde a maioria a coloca.
Segundo os Espíritas, Sepé (em espírito) continua trabalhando como “Guardião das terras do sul”, a autora afirma que ele promove o resgate de almas ainda muito arraigadas nas lutas e batalhas históricas ocorridas nesta região. No plano espiritual o cristianismo primitivo vivido na proposta social das Missões tem uma relevância que foge ao censo comum e o entendimento das pessoas que hoje vivem nesta região. Sendo o protagonismo de Sepé e dos padres da época uma genuína experiência cristã na terra.
O Músico, compositor e instrumentista Jonas Demeneghi compôs uma música inédita que foi tocada antes das atividades da noite. O evento contou com a presença do presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, Gabriel Salum e de Teltz Farias, que ajuda no desenvolvimento mediúnico de Maria Elisabeth e também prefaciou o livro lançado.

Oscar Pithan
Oscar Pithan – Nasceu a 16 de dezembro de 1879, na cidade de São Luiz Gonzaga das Missões, no Rio Grande do Sul. Estudou Filosofia e Direito Romano, formou-se em Farmácia, depois resolveu estudar Medicina, diplomando-se na turma dos médicos de 1912, com raro brilhantismo. Foi Professor Catedrático das Escolas de Medicina e Cirurgia e também da Cadeira de Homeopatia.

Neste artigo

Participe da conversa