Bastidores

672 0

Deslocamento
A 3ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Santo Ângelo, localizada na cidade de Santo Ângelo, uma conquista histórica para a Capital das Missões, que é sede para muitas entidades governamentais e constitui-se um grande pólo de serviços públicos. Por muitos anos este órgão federal esteve atendendo à comunidade santo-angelense e outros 35 municípios da região, mas hoje seus 15 funcionários e dois juizes, que estabeleceram vínculos com a cidade e estruturaram suas famílias nas Missões, se vêem diante da possibilidade de serem transferidos para Canoas/RS ou qualquer outra cidade do Rio Grande, lhes causando dentre tantas coisas, danos psicológicos e materiais. Além disso, toda a comunidade estará à mercê da própria sorte sem este importante órgão federal. Outro ponto é que mesmo sabedores das dificuldades que Canoas enfrentam o deslocamento da 3ª Vara Federal não constituirá uma solução, apenas um paliativo e quiçá um agravante para a situação. A questão deve ser enfrentada com coerência, sendo que a grande solução seria a aplicação de mais recursos financeiros e de pessoal para aquela cidade. Não podemos compactuar com esta perda.
Como disse o presidente da OAB de Santo Ângelo, Itaguaci Meirelles, durante seu discurso na tribuna da Câmara de Vereadores, para conquistarmos algo leva muito tempo, agora para quererem nos tirar o que já conquistamos é questão de segundos.              

Merece aplausos
O amigo e profissional competente da área da enfermagem, Luiz Menegat, estará assumindo nos próximos dias a coordenação do Posto 22 de Março. O enfermeiro Luiz já coordenou o posto de saúde em outras oportunidades e agora assumirá novamente esta importante função, trabalhando incansavelmente pela saúde da comunidade.

Merece uma vaia
Está dando o que falar as vaias contra a presidente Dilma na abertura da Copa do Mundo. Independente de questões partidárias e de todos os equívocos deste governo, as vaias proferidas contra a presidente brasileira foram de um desrespeito imensurável. Assim como os protestos precisam ser feitos, mas no momento oportuno, as vaias e reivindicações também devem ser realizadas, mas sem atacar a dignidade de qualquer pessoa, sendo ela um alto dirigente ou um assalariado.   

Mudando de assunto
A comunidade, por meio de redes sociais tem destacado que cidadãos utilizam dos canteiros públicos como pastagem e “curral” para animais de grande porte, como por exemplo, cavalos e vacas. Estes animais que ficam sem o cuidado do dono, muitas vezes escapam de onde são atados e se evadem para o meio da rua, colocando em riscos pedestres e motoristas. Inclusive já ocorreram acidentes com danos materiais em vias de grande fluxo por conta desta prática, especialmente nos canteiros da Avenida Salgado Filho e da Avenida Ipiranga. Para que outros acidentes não ocorram que é necessário que os órgãos competentes fiscalizem e coíbam estas ações.

Neste artigo

Participe da conversa