Santo Ângelo manteve a arrecadação de ICMS para 2018

O IPM - Índice de Participação dos Municípios foi divulgado na segunda-feira, dia 25, pela Secretaria da Fazenda do Estado e mostra que Santo Ângelo teve um pequeno...

1060 0

IPM - Cidades Polo copiar

A fatia de retorno de ICMS que Santo Ângelo terá direito no ano de 2018 já foi definida e teve um acréscimo de 1,19% em relação ao período anterior. O Índice de Participação dos Municípios foi divulgado pela Secretaria da Fazenda do Estado na última segunda-feira, dia 25. Estes dados revelam o desempenho médio da economia dos 497 municípios gaúchos no período compreendido entre 2015 a 2016.
Santo Ângelo acompanha o desempenho de municípios onde a agricultura colabora com a manutenção e acréscimo no volume de negócios. Por outro lado, municípios que economicamente dependem da indústria tiveram um retorno de ICMS menor, foi o que ocorreu com as cidades da região metropolitana e também, nas cidades vizinhas como Ijuí, Santa Rosa e Panambi.
O bolo completo que compreende todos os municípios é composto por recursos que estão na casa de R$ 8,26 bilhões (R$ 8.264.856.094,25). O volume de recursos corresponde a 25% sobre a receita de R$ 33 bilhões (R$ 33.059.424.377,00) que está prevista no projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2018. Este montante não considera a arrecadação do Ampara/RS, um fundo destinado a programas sociais constituído a partir da alíquota de 2% sobre bebidas alcoólicas, cerveja sem álcool, cigarros, cosméticos e TV por assinatura.

 

 

 

Gráficos 01 copiarIPM - Fronteira Noroeste copiar

IPM - Alto Jacuí copiar

Neste artigo

Participe da conversa