O que esperar para 2021

A equipe especial de reportagem do Jornal O Mensageiro consultou a ialorixá Mãe Jurema de Oxum, que possui mais de 22 anos de experiência em leitura de cartas...

902 0

A equipe especial de reportagem do Jornal O Mensageiro consultou a  ialorixá Mãe Jurema de Oxum, que possui mais de 22 anos de experiência em leitura de cartas e búzios para saber o que os orixás revelam para o ano de 2021. Confira:

O ano de vindouro será regido por Iemanjá, que segundo a mitologia iorubá é mãe dos peixes, divindade da fertilidade, maternidade e da água. Protetora das crianças e idosos e padroeira dos pescadores. Além disso, é esposa de Oxalá, orixá associado à criação do mundo e da espécie humana, fato que segundo mãe Jurema é de extrema importância, pois esta importante divindade estará ao lado de Iemanjá na condução de 2021.

SAÚDE – Este foi um ano que deverá ficar nos anais da história, com a Pandemia da COVID-19 assolando o planeta e até o presente momento com mais de 81 milhões de infectados pelo coronavírus no mundo e 1.786.837 mortos, destes são 191.570 no Brasil. A tendência é de que o sistema de saúde siga sobrecarregado e os infectados sofram com sequelas, principalmente respiratórias. “Será um ano difícil no que tange a pandemia, especialmente no Brasil. Ossanha revela que a vacina deverá trazer alívio, porém a lentidão do governo em distribuir será um grande entrave. Ainda teremos muitos mortos por conta do vírus, inclusive aqui na cidade”,diz Jurema.

Ialorixá Mãe Jurema de Oxum
Ialorixá Mãe Jurema de Oxum

POLÍTICA – No plano federal, o governo Bolsonaro deverá enfrentar muitas resistências. Xangô e Ogum, orixás da justiça e da guerra, respectivamente, apontam divergências nos rumos da nação entre o presidente e a Câmara dos deputados, o que pode interferir inclusive na distribuição da vacina.

Já na esfera municipal, fica evidenciado a criação de uma atmosfera de conflitos, baseado em “fofocas” para desqualificar o governo de Jacques Barbosa. “A denúncia fornecida pelo ministério público eleitoral deve ser incisiva para alguns vereadores, que correm sério risco de cassação, mas isto não se aplica ao prefeito Jacques e vice Volnei, estando distante qualquer possibilidade de perderem a titularidade e consequentemente haver novas eleições em Santo Ângelo”, afirma a sacerdotisa.

ECONOMIA – A economia deverá seguir castigada, todavia após a vacina aos poucos poderá ocorrer uma lenta recuperação. O preço elevado dos produtos da cesta básica, o aumento substancial do desemprego, com fechamento de diversas empresas, vai impactar a economia.

Na Capital das Missões, mesmo com as significativas mudanças na administração municipal, com enxugamento da máquina pública, as dificuldades econômicas serão evidentes, especialmente nas zonas periféricas, com diminuição do poder de compra das famílias e aumento do empobrecimento. “Será um ano acirrado, instável e apertado nas finanças. Quem for investir deve fazê-lo com segurança e sensatez. Não é indicado fazer endividamentos e se possível as famílias devem segurar o dinheiro”, revela.

Mesmo Iemanjá sendo a rainha das águas, no próximo ano algumas regiões podem sofrer com a seca, afetando a lavoura de soja. Ainda são esperadas catástrofes naturais a nível de Brasil, todavia a cidade também está na rota das tempestades, sendo necessário prevenir-se com uma boa estrutura na defesa cívil.

AMOR – Para finalizar, como não poderia faltar, mãe Jurema faz a leitura nos búzios sobre o amor. Como este ano é de Iemanjá e ela é também protetora das crianças, será positivo para quem deseja engravidar. Os casais devem buscar a união e cumplicidade, fortalecendo os laços de carinho e compreensão.

SIMPATIA – Para entrar com o pé direito 2021, é recomendado tomar um banho no dia 31 de dezembro para abrir os caminhos, trazer prosperidade financeira e amor. Coloque dois litros de água pré-aquecida em um recipiente, adicione pétalas de rosas brancas (a vontade), misture oito colheres de mel e finalize com oito gotas de perfume de sua preferência. Misture bem e está pronto o banho.

Antes de administrar a poção, tome um banho normal, devendo permanecer com o corpo molhado. Fique em pé sobre em uma bacia grande e então derrame o líquido do pescoço para baixo, fazendo os pedidos que deseja para o próximo ano. Não seque o corpo após o banho. Importante ressaltar que a água deve cair dentro da bacia para que após seja despejado em uma área verde dentro do pátio, podendo ser na grama ou no pé de uma árvore.

Quem desejar saber mais sobre os orixás ou realizar consultas, pode entrar em contato com mãe Jurema de Oxum no endereço Rua Borges do Canto, 1328, bairro Missões. Contato (55) 3314-1583/9.9703-7237.

Neste artigo

Participe da conversa